O piloto da equipe Mercedes-EQ Formula E Team, Nyck de Vries obteve uma vitória dominante na primeira corrida da Temporada 7 da ABB FIA Fórmula E nesta noite de sexta-feira em Ad Diriyah, na Arábia Saudita.

O holandês, que inicia a segunda temporada na categoria de monopostos eléctricos, foi o dominador absoluto do dia, sendo o mais rápido nos treinos, na fase de grupos da qualificação, obtendo a super pole e depois vencendo a corrida.

Esta é a primeira vitória de De Vries na Fórmula E e a segunda consecutiva da equipe oficial da Mercedes, que venceu a última corrida da temporada 2019/20 em agosto passado em Berlim com Stoffel Vandoorne.

“Especialmente o início da corrida foi um pouco estressante ou difícil de controlar. Porque como já disse, era difícil prever o ritmo, então isso obviamente determina quantas voltas e quanta energia você pode usar em toda a corrida. Foi um pouco imprevisível, houve muita comunicação em relação ao gerenciamento de energia”, disse o novo vencedor.

“Mas saímos vitoriosos e conseguimos sobreviver aos safety cars e tudo o que eles jogaram em nós, então estou muito, muito feliz..”

Como De Vries menciona, a corrida teve duas interrupções com o safety car. O primeiro deles foi devido a um incidente entre Sam Bird (Jaguar Racing) e Alex Lynn (Mahindra Racing) quando lutavam pelo sexto lugar, enquanto o segundo foi causado por um acidente envolvendo Maximilian Gunther (BMW i Andretti Motorsport)  a 11 minutos do fim da corrida.

Atrás de De Vries, o segundo lugar ficou com o proeminente Edoardo Mortara, que largou em quarto e conseguiu avançar para terminar como escolta, inclusive com uma ótima ultrapassagem sobre Mitch Evans (Jaguar Racing) e Pascal Wehrlein (Tag Heuer Porsche Formula E Team) ao mesmo tempo.

“Sim, tivemos um dia muito bom. Foi uma corrida muito boa em que não cometemos muitos erros. Executamos muito bem, não cometemos erros, tivemos uma boa estratégia, tivemos sorte com os safety cars, boas ultrapassagens com dois carros, também tive sorte. E finalizar, é como uma vitória. É uma sensação boa porque perdemos um bom resultado”, disse Mortara, piloto da equipe Rokit Venturi Racing.

Evans, por sua vez, completou o pódio para a Jaguar com um bom resultado para iniciar a disputa.

“Tive que fazer algumas manobras difíceis e controlar meu controle de energia para ter certeza de que seria competitivo no final. Foi difícil para os safety cars serem capazes de controlar a redução de potência e tudo mais. A equipe fez um bom trabalho me guiando e sim, terminar em terceiro é uma sensação boa”, explicou.

René Rast, piloto oficial da Audi, terminou na quarta posição, à frente de Wehrlein, Oliver Rowland (Nissan e.dams), Alexander Sims (Mahindra Racing), Vandoorne, Lucas Di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) e Oliver Turvey (NIO 333).

António Félix da Costa, atual campeão da Fórmula E, terminou em 11º depois de largar em 18º, após uma difícil qualificação para a equipe DS Techeetah que também afetou seu companheiro de equipe, Jean-Eric Vergne, que terminou em 15º depois de largar em 19º e 20º, respectivamente.

Já Sérgio Sette Câmara cruzou a linha de chegada na 20ª colocação, à frente de Nico Muller, seu companheiro de equipe na Dragon Penske Autosport, após o brasileiro ter sofrido um erro na qualificação.

A rodada inaugural da Fórmula E, a primeira como Campeonato Mundial da FIA, continuará no sábado com uma nova corrida a ser disputada também à noite em Ad Diriyah.