Pietro Fittipaldi (Foto: Divulgação)

Pietro Fittipaldi (Foto: Divulgação)

Brasileiro completou 80 voltas no Bahrein em seu primeiro treino oficial em um Grande Prêmio de F1 e impressionou seu chefe de equipe, Guenther Steiner, e também seu companheiro de equipe na Haas, o experiente dinamarquês Kevin Magnussen.

A volta do Brasil ao grid da F1 foi marcada por um bom desempenho de Pietro Fittipaldi em seu primeiro treino como piloto titular em um Grande Prêmio oficial. Mesmo sem pilotar um fórmula há oito meses, o neto de Emerson Fittipaldi completou 80 voltas e teve sua melhor volta em ritmo próximo ao do piloto titular, o experiente Kevin Magnussen, e até mesmo dos pilotos da Ferrari, como Sebastian Vettel.

A performance foi elogiada pelo time, que por sua vez destacou que foi fundamental para sua rápida adaptação o trabalho bem integrado com a equipe norte-americana e por andar a poucos décimos de segundo dos pilotos mais experientes já em seu primeiro contato com o carro 2020 da Haas.

“Hoje foi um ótimo dia para mim. A equipe me ajudou demais para me acostumar com o carro e com todos os procedimentos. Eu me senti bem fazendo voltas rápidas e foquei bastante no pit-stop porque existem vários ajustes diferentes que você precisa fazer quando você entra no box. Me senti muito confortável, fazia um ano que eu não pilotava o carro da Haas e oito meses que não pilotava nenhum carro, então eu saí no primeiro treino com calma e no segundo treino eu avancei ainda mais, sendo que me senti bastante competitivo. Amanhã daremos um novo passo e com certeza poderemos evoluir mais no momento que é o que mais vale, com classificatório amanhã e a corrida no domingo. Agora é colocar todo aprendizado junto e acelerar”, diz Pietro.

A performance do piloto brasileiro foi elogiada pelo chefe da equipe Haas, Guenther Steiner. “O resultado combinado das duas sessões foi muito bom. O segundo treino livre foi positivo porque o mais importante para o Pietro foi dar mais voltas. Achei que ele se saiu muito bem nessa sessão. Espero que ele não esteja muito cansado agora por causa das altas demandas físicas. O Kevin (Magnussen) fez um bom dia também, ele estava com um ritmo consistente, enquanto se acostumava com o novo layout da pista. Agora vamos nos preparar bem para amanhã”, diz Guenther.

Até mesmo o companheiro de equipe de Pietro, Kevin Magnussen, destacou o trabalho do brasileiro neste primeiro dia de treinos no Bahrein. “Acho que o Pietro (Fittipaldi) se saiu muito bem hoje. É uma grande tarefa ser colocado em um carro apenas alguns dias antes do final de semana de corrida sem nenhum teste. Acho que ele se acostumou muito bem e espero que ele esteja gostando”, diz Magnussen.

A estreia de Fittipaldi marca o retorno do Brasil ao grid da F1 após um hiato de três anos, desde a aposentadoria de Felipe Massa no final de 2017. Pietro substitui neste final de semana o francês Romain Grosjean, que sofreu um forte acidente no GP passado da F1, também no Bahrein.

O brasileiro de 24 anos volta à pista amanhã para o terceiro treino neste sábado, às 11h, e para a classificação, às 14h (horário de Brasília). A largada da corrida será no domingo, às 14h10, com transmissão ao vivo no Sportv e compacto na TV Globo.