Piloto da Ipiranga Racing vai carregar peso extra menor do que nas últimas etapas para tentar reassumir o primeiro lugar na classificação.

O pensamento de César Ramos para a próxima parada da temporada 2020 da Stock Car, neste fim de semana, em Goiânia (GO), é um só: buscar a retomada da liderança do campeonato, posição que ele ocupava até o último fim de semana de provas do campeonato, em Curitiba (PR), quando uma série de problemas o fez cair para a quinta colocação na tabela. Com 190 pontos e ainda vivo na briga, a três etapas do término da competição, Ramos sabe que só depende dele para voltar ao posto que ocupou em boa parte da temporada.

Por incrível que pareça, ter perdido a liderança pode ajudar Cesinha de alguma forma em sua briga pelo título. Se ainda ocupasse a dianteira na classificação, o gaúcho entraria na pista com 30 kg a mais no carro, dentro do sistema intitulado de lastro do sucesso, que acrescenta peso extra aos seis melhores colocados na tabela antes de cada prova. Como perdeu posições na tabela, Ramos vai começar a disputa no centro-oeste do país com um lastro menor: ele precisará carregar 10 kg extras em seu Toyota Corolla #30.

Se a liderança do campeonato saiu das mãos de Ramos e está agora com Thiago Camilo, a equipe que está na ponta é a mesma: a Ipiranga Racing, escuderia defendida por Ramos e chefiada pelo multicampeão Andreas Mattheis. “É claro que gostaria de estar na liderança ainda, mas saber que o time continua no topo da tabela nos dá confiança sobre o ótimo trabalho que a equipe vem fazendo. E mostra que continuamos totalmente vivos na briga pelo campeonato”, declarou o piloto, que tem 32 pontos de desvantagem para o companheiro de equipe na luta pelo título.