Para o jovem piloto Bruno Baptista, que só não saiu com uma vitória na última etapa de Curitiba por ter tido um problema elétrico no seu carro, este final de semana de disputa do Brasileiro de Stock Car, no Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia, vai ser muito importante. Mesmo ocupando atualmente o 15º lugar do certame, Bruno acredita que tem boas possibilidades de lutar novamente por poles e vitórias na pista onde conseguiu justamente o seu primeiro pódio nesta temporada. Chegou em 3º lugar, na segunda prova, após largar do box na 24ª e última posição da corrida.

“Esse pódio de Goiânia que conquistei ultrapassando praticamente 21 concorrentes, saindo dos boxes, ficará sempre na minha memória. Agora, como praticamente não tenho quase nada a perder em relação ao campeonato, espero lutar novamente por poles e vitórias nas três provas deste final de semana. Meu objetivo principal é conseguir o máximo dos 84 pontos que estarão em jogo”, afirma Bruno Baptista, piloto da equipe Toyota RCM Racing, que tem os apoios das empresas Webmotors, HERO, Pro Automotive, Loctite e NGK do Brasil.

Sem carregar o lastro do sucesso, um peso a mais no carro que varia de 10 a 30 kg entre os cinco primeiros colocados do campeonato, Bruno acredita que a maior vantagem ainda sua e de outros pilotos em posições intermediárias será a de não ter preocupações relacionadas diretamente com a conquista do título.

“É claro que gostaria de estar nas primeiras posições do campeonato e ter a preocupação maior de fazer uma corrida mais segura. Porém, esse não é o meu caso e nem daqueles que atualmente se encontram com mínimas chances, praticamente só matemáticas, de chegar ao título. Por isso, acredito, ser mais viável, agora, vitórias daqueles quem não ocupam os cinco primeiros lugares”, finaliza o jovem piloto, de 23 anos, Bruno Baptista.

Com 120 pontos, Bruno ocupa atualmente o 15º lugar do campeonato. Caiu muito na classificação geral justamente na última etapa realizada, em Curitiba, onde havia largado na segunda posição do grid e chegou a liderar a prova e disputar a ponta contra o vencedor Thiago Camilo até ter um problema elétrico no carro, que o fez desistir também da segunda disputa.