A 29ª edição da tradicional prova de longa duração não será realizada no próximo mês, no Autódromo Internacional Ayrton Senna.

Pela primeira vez em 28 anos de história, as 500 Milhas de Londrina fica uma temporada sem o ronco dos motores. A 29ª edição da competição, marcada para o dia 21 de novembro, será adiada. O comunicado foi feito nesta quinta-feira por Beto Borghesi, um dos promotores da tradicional corrida.

Segundo Beto Borghesi, o adiamento da corrida para o início do próximo ano foi necessário em função do acumulo de provas neste fim de ano. “Nossa corrida estava marcada desde o ano passado, mas em função da pandemia, muitas outras competições foram marcadas para novembro e dezembro, algumas na mesma data das 500 Milhas de Londrina. O Brasileiro de Endurance tem uma etapa decisiva uma semana depois. Assim ficaria inviável para muitas equipes e pilotos competirem em Londrina e uma semana depois terem uma etapa do Brasileiro. Conversamos com muitos pilotos e optamos por adiar a prova”, acentua Beto Borghesi.

Aloysio Moreyra, que promove as 500 Milhas de Londrina junto com Beto Borghesi desde a primeira etapa, informa em 2021 serão duas edições prova. A 29ª edição será no início da temporada 2021 em data a ser escolhida e que não coincida com provas nacionais, e a 30ª edição já fica marcada para o último sábado de novembro. “Colocamos-nos a disposição dos pilotos para maiores esclarecimentos e garantimos que as 500 Milhas de Londrina estará no calendário de 2021”, frisa Aloysio Moreyra.