O evento será no Autódromo Internacional Ayrton Senna em Londrina. Para o piloto pernambucano, que lidera a categoria PROAM na classificação regular, só interessa a vitória.

O piloto Josimar Júnior está concentrado e focado para correr a segunda e última etapa da Special Edition da GT Sprint Race, torneio que ocorre paralelamente ao campeonato regular da categoria. As corridas acontecerão entre os dias 31 de outubro e 1° de novembro. A realização do evento será no Autódromo Internacional Ayrton Senna, pista que o pernambucano, líder da categoria PROAM, conhece bem.

“Já disputei duas vezes naquela pista, o que ajuda a focar no acerto do carro para esta etapa especial. Estamos com uma expectativa muito positiva para somar pontos importantes para o campeonato Overall. Para correr em Londrina, dependemos de um acerto muito bom e de uma classificação dentro do pelotão da frente, já que não existem muitos pontos de ultrapassagem. E isso é fundamental para sairmos com um bom resultado”, comenta Josimar.

Para a etapa final da Special Edition, Josimar Júnior só se interessa pela vitória. Durante as corridas realizadas em Goiânia, no dia 20 de setembro, o pernambucano se envolveu em acidente, no qual o carro rodou, bateu e pegou fogo, quando dividia a direção com Rodrigo Sperafico no certame.

Campeão da Sprint Race em 2019 na classe GP, o piloto do carro GTSR#30 vem em um desempenho satisfatório, mantém na liderança do campeonato nacional entre os PROAM, dividindo a posição com o mineiro Weldes Campos. “Não conhecia o autódromo de Curitiba (3ª e 4ª etapas do campeonato nacional), a adaptação ao traçado da pista demorou mais do o que previsto, mas ainda sai no lucro, sendo que o objetivo era a liderança absoluta”, relata.

“Este segundo ano na GT Sprint Race continua sendo de aprendizado. O carro mudou um pouco e o nível dos pilotos aumentou bastante, tornando um desafio muito maior que foi o de 2019. O novo GTSR é muito bom, prazeroso de guiar e ensina bastante. Agora, a preparação será intensificada para as últimas etapas do ano”, afirma o pernambucano.