Etapa de Hungaroring acontecerá no próximo domingo (18) e terá transmissão ao vivo pela internet.
O Brasil terá mais uma vez representantes no FIA WTCR Esports, o certame virtual do campeonato mundial de carros de turismo disputado no simulador RaceRoom (PC). Membros da equipe curitibana Snow Schatten Esports, os pilotos Bruno Fernandes (Rio Grande do Sul), Leandro Werle (Santa Catarina), Lucas Werle (Santa Catarina) e Thiago Procópio (Paraná) disputarão no próximo domingo (18) a primeira etapa da temporada, no circuito de Hungaroring. Além do título mundial da categoria, também estará em jogo uma premiação total de 10 mil euros para os dez primeiros colocados do campeonato.
A Snow Schatten Esports foi a única equipe brasileira a conseguir a classificação para a etapa e brigará pela vitória contra grandes times do cenário mundial, como a Red Bull Esports e Williams Esports, ambas apoiadas por escuderias da Fórmula 1.
Para assegurar a classificação para a etapa húngara, os brasileiros participaram de uma seletiva contra mais de 4 mil jogadores de todo o mundo, em um sistema sistema de voltas rápidas. Bruno Fernandes (P15, com 1min51seg078, a 228 milésimos da melhor marca) e Leandro Werle (P17, com 1min51seg084, a 234 milésimos) ficaram entre o Top 24 mundial e se garantiram vaga no grid principal. Já Lucas Werle (P27, com 1min51seg156, a 306 milésimos) e Thiago Procópio (P41, com 1min51seg245, a 395 milésimos) estarão no server 2.
Misto de novicidade e experiência formam a dupla do Grid 1
Apesar de ser um dos pilotos mais experientes do Brasil, com os títulos da E-Stock Car e o bicampeonato da Turismo Nacional Virtual no currículo, Bruno Fernandes alinhará pela primeira vez no FIA WTCR Esports. O gaúcho espera fazer uma boa primeira etapa, neste que é um dos campeonatos mais qualificados do mundo dos simuladores.
“Eu já estava há algum tempo tentando, mas sempre sem sucesso. Finalmente deu tudo certo e consegui me classificar pela primeira vez para o mundial. Estou muito empolgado, só de pensar que estarei no meio dos melhores pilotos do mundo é algo sensacional! Espero representar bem nosso país”, disse Fernandes.
O circuito húngaro promete ser um grande desafio para todos os jogadores, já que as suas generosas áreas de escape possuem limites de pista rigorosos e que podem influenciar o resultado final.
“É uma pista muito técnica, onde qualquer erro pode anular a sua volta, porém, é um dos meus traçados preferidos também”, avaliou.
Mais experiente entre os classificados da equipe, Leandro Werle retorna pela terceira vez ao FIA WTCR Esports. O catarinense disputou a edição de 2017 do certame e esteve presente nas quatro etapas preparatórias contra os pilotos reais da categoria, realizadas no início deste ano. Para Leandro, a escolha de um bom carro para o campeonato será decisivo um fator decisivo para estar entre os dez melhores.
“Classificar para o mundial é sempre muito bom e bem empolgante. Vou tentar escolher um carro que ande bem em todas as pistas para chegar no final do campeonato lutando pelo Top 10. Eles parecem estar bem balanceados com a utilização de lastro, então vamos torcer para pegar um modelo que eu já esteja familiarizado”, disse.
Disputando no Grid 2, mas de olho no servidor principal
Enquanto Bruno e Leandro disputam a corrida no grid 1, Lucas Werle e Thiago Procópio estarão brigando por um bom resultado no servidor 2. Os dois pilotos irão usar essa corrida como preparação para buscar a classificação para o grid principal das etapas seguintes. Irmão gêmeo de Leandro, Lucas Werle não escondeu que esperava figurar entre o Top 24 mundial.
“Não consegui classificar para o primeiro grid como esperávamos. A classificatória foi bem apertada, no entanto, vou usar essa etapa para pegar o ritmo novamente do simulador. Espero fazer uma boa corrida e me livrar de incidentes”, falou Lucas Werle.
Assim como Lucas, Thiago Procópio também quer fazer uma boa etapa de Hungaroring para chegar melhor preparado para as próximas seletivas.
“Já participei de varias classificações mundiais do RaceRoom, todas foram difíceis e essa não foi diferente. Treinei bastante com o Honda Civic, e no último dia mudei para o Lynk & Co 03. Consegui melhorar 3 décimos do meu tempo e me classifiquei em 41º. Uma pena que apenas por por 60 milésimos eu não consegui me garantir no grid principal. Vamos em busca de fazer o nosso melhor em Hungaroring, e na proxima vamos trabalhar mais para chegar no servidor 1″, disse o piloto.
A etapa de Hungaroring do FIA WTCR Esports terá três sessões classificatórias e três corridas de 25 minutos e acontecerá no próximo domingo (18), às 14h. O canal do YouTube do RaceRoom , assim como as páginas sociais do FIA WTCR, transmitirão o evento ao vivo.