O carro #30, do líder do campeonato, rodou, bateu e pegou fogo no início da terceira corrida deste domingo. Piloto saiu ileso, bem e pronto para novos desafios, apesar do susto.

Não foi um bom domingo para a dupla da GTSR#30, Josimar Júnior e Rodrigo Sperafico na primeira etapa da Special Edition da GT Sprint Race, torneio que corre em paralelo ao campeonato regular da GT Sprint Race, e que aconteceu no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). No início da terceira prova do dia, Josimar, que largou na 13ª posição, sofreu uma colisão e seu carro pegou fogo. O pernambucano, que fez sua estreia no circuito goiano, nada sofreu graças à segurança que os carros da competição oferecem.

Apesar dos bons desempenhos nos treinos classificatórios do torneio inédito da categoria do turismo nacional, durante as corridas nada aconteceu como planejado. Na primeira realizada no sábado, com Josimar Jr. ao volante, a GTSR#30 chegou em sétimo lugar. Na segunda corrida, também comandada por Rodrigo Sperafico, o carro chegou à segunda posição, mas foi desclassificado por queimar a largada.

“Foi uma experiência excelente aqui em Goiânia. A pista é maravilhosa e a cidade acolhedora. Pena que foi um final de semana em que não deu muito certo. Classificamos bem, fiz uma boa primeira corrida. Mas fomos desclassificados na corrida seguinte, apesar da vice-liderança. Na terceira, tive que largar atrás, o que é sempre complicado. Eu vinha tentando subir no pelotão, que é sempre muito disputado, quando o Adalberto (Baptista, da GTSR#793) rodou na curva um. Eu tentei despistar, mas para não bater de frente, também rodei e o carro colidiu nos tanques o que fez os nossos carros pegarem fogo. Felizmente saí rapidamente e, graças a Deus, foi um livramento. Eu estou bem e pronto para as próximas”, declarou o pernambucano do GTSR#30.