Pela GT3, Gaetano Di Mauro garante pole na Sport e sai de terceiro na geral; Átila defende o título da categoria com Leo Sanchez.

A primeira etapa do Porsche Endurance Series colocou o carro #8 da Shell, pilotado por Werner Neugebauer e Ricardo Zonta na pole-position dos 300 km do Velocitta. A dupla que já havia conquistado uma pole no ano passado correndo no Estoril registrou duas voltas consistentes para abrir a temporada das corridas longas da Porsche Cup largando na frente.

O resultado mostra que a fase de Ricardo Zonta não é boa apenas no Toyota Corolla pilotado por ele na Stock Car, e sim na temporada de 2020 -há três semanas, ele venceu corrida no Endurance Brasil acelerando uma Mercedes GT3. Werner Neugebauer também vem de resultados consistentes nas primeiras etapas da Porsche Cup.

Além da pole-position, um piloto Shell quebrou o recorde dos Porsches na pista do interior paulista. Dennis Dirani registou uma volta voadora de impressionantes 1:27.228, quebrando o recorde da pista em mais de três décimos. Ele corre em dupla com Alceu Feldmann no carro #100.

A categoria GT3 também terá um piloto da Shell largando na frente. Gaetano Di Mauro, correndo em dupla com Georgios Frangulis, marcou o terceiro lugar geral, o que garantiu para a dupla a pole-positon da categoria GT3 Sport.

Gaetano Di Mauro tinha ritmo para conquistar a pole da geral, em sua volta mais rápida, onde tinha registrado dois setores roxos. O “rookie of the year” no ano de 2019 pela Stock Car foi atrapalhado por um carro que havia rodado e perdeu sua chance de fazer o melhor tempo da categoria.

O outro piloto Shell que corre na GT3 Cup e atual campeão da categoria, Átila Abreu. Ele corre em dupla com Leo Sanchez, com quem venceu os títulos geral e da classe Sport no campeonato de corridas de longa duração da Porsche Cup.

A corrida tem novo horário e a largada dos 300km de interlagos está programada para as 10h desse sábado.

 

O que eles disseram:

 

“Tenho que agradecer essa fase abençoada. Chegamos até a brincar aqui que a fase não é só pelo Toyota na Stock Car. O Werner fez uma volta muito boa também, o que fez que nossa média ficasse muito boa e garantisse nossa pole. Aqui no Velocitta é importante largar na frente por conta das altas temperaturas. Não ter o trânsito na sua frente ajuda a controlar melhor a temperatura do carro.”

Ricardo Zonta

 

“Sigo a linha do Ricardo sobre a importância de largar na pole-position no Velocitta. É fundamental andar de cara para o vento para ajudar no resfriamento do carro. A previsão de amanhã não é de tanto calor quanto hoje. Mesmo assim, andar esses 300km com o carro superaquecendo é perigoso demais. A pole é uma conquista enorme na busca pela vitória e pelo campeonato.”

Werner Neugebauer

 

“Foi um quali muito bom. O Bragantini calibrou o carro no final e conseguimos uma volta voadora. Ainda não tinha andado com pneu novo, a diferença de ritmo foi enorme. Andei atrás do Zonta e consegui andar perto dele e fiquei feliz com isso. Feliz também com o recorde do Porsche na pista.”

Dennis Dirani

 

“O quali começou bom para a gente já na volta do Georgios, ele conseguiu marcar uma volta excepcional, ele marcou mais de 1s de vantagem para o segundo colocado da nossa categoria, o que me deu uma folga bem grande na minha bateria de quali. Fui em busca da pole geral, mas peguei um pouquinho de trânsito na minha melhor volta, que não me permitiu fechar a volta que poderia nos jogar na pole geral. Agora é acelerar na corrida longa e ir atrás do melhor no final de semana.”

Gaetano Di Mauro

 

“O quali foi um pouco abaixo da expectativa, mas confio na estratégia. No ano passado ganhamos na categoria e no geral, então vamos buscar os resultados. Não estamos na pole, mas não estamos no fim. No meio do bolo, será importante uma boa leitura de corrida e acertar a estratégia do mesmo jeito que fizemos em 2019. Espero uma corrida tumultuada, pois o calor está forte e a pista é muito técnica. Vai ser normal cometerem erros e temos que estar prontos para capitalizar e recuperar na prova de 300 km as posições que deixamos no quali”

Átila Abreu