Apresentado por Pro Honda competição terá novidades em 2020.

Em uma temporada completamente atípica e que teve o seu calendário reformulado e alterado várias vezes em função da Pandemia as competições de kart estão sendo retomadas em todo o país. Seguindo rígidos protocolos sanitários as provas regionais têm registrado um alto índice de participantes o que faz com que pilotos e equipes se sintam ainda mais motivados para as disputas da principal competição do país.

O Campeonato Brasileiro de Kart será disputado pela primeira vez em sua história no mês de dezembro. O Kartódromo Speed Park, em Birigui, no interior paulista, receberá as disputas entre 7 e 12 de dezembro na primeira fase e, 14 e 19 de dezembro, na segunda fase.

Conforme adendo divulgado pela CBA na primeira quinzena de maio as inscrições para o Brasileiro de Kart – Pró Honda serão abertas de maneira geral no dia 1º de outubro. Como já acontece há alguns anos o processo será completamente online e à partir deste ano somente serão válidas as inscrições efetivamente pagas. Após conversas com a Associação dos Pilotos e tendo em vista todos os efeitos da Pandemia a CBA reduziu os valores de inscrição e irá operar, em 2020, com preços mais baratos que em 2019. No primeiro lote, que será negociado até o dia 04 de novembro, as inscrições para as categorias Mirim e Cadete custarão R$ 895,00 e, para as demais classes, R$ 1.795,00. A partir de 05 de novembro os preços serão aumentados em 23% passando para R$ 1.165,00 para Mirim e Cadete e R$ 2.340,00 para as demais categorias.

Farão parte da primeira fase do Brasileiro as categorias Mirim, Cadete, Júnior Menor, Júnior, F4 (Graduado e Sênior), Codasur, OK Internacional e OK CIK. Já na segunda fase das disputas tomarão à pista de Birigui as categorias KZ (Graduado e Sênior), Graduado “A”, Graduado “B”, Novato, Sênior “B”, Sênior “A”, Super Sênior, Super Sênior Master, Codasur Júnior, F4 (Super Sênior e Super Sênior Master) e OK Junior CIK.

NOVIDADES SOBRE PNEUS

Uma das grandes novidades do Brasileiro de Kart deste ano será relacionado ao controle e utilização dos pneus. Conforme prevê o regulamento e seus adendos cada competidor será responsável pelos seus próprios pneus e a administração deles durante todas as atividades. Desde os treinos livres até a bateria final, ou seja, não existirá mais um depósito de pneus para o evento. Cabe ressaltar porém que o controle será feito por meio de lacração e leitura do código de barras em todos os momentos do evento.

As categorias com motores 4 Tempos deverão lacrar dois jogos de pneus slick e um jogo de pneus de chuva. Já as categorias Júnior Menor, Júnior, Novato, Sênior “B”, Sênior “A”, Super Sênior e Super Sênior Master deverão lacrar três jogos de pneus slick (MG | SH Option) e um jogo de pneus de chuva. As categorias Graduado “B”, Graduado “A”, Codasur, Codasur Junior e OK Internacional deverão lacrar quatro jogos de pneus slick (MG | SM Prime) e um jogo de pneus de chuva. Finalmente para as categorias KZ e KZ Sênior os pilotos deverão lacrar cinco jogos de pneus slick (MG | SM Prime) e um jogo de pneus de chuva.

A partir de 2020, para todas as categorias, os pneus de chuva não precisarão necessariamente ser adquiridos da organização do evento. Observando-se os critérios de marca e modelo de cata categoria o competidor poderá, desde que seja um jogo novo (sem uso), lacrar os compostos que já tinha anteriormente.

As únicas exceções serão as categorias OK (CIK) e OK Junior (CIK) que deverão adquirir para tomadas de tempos e corridas 2,5 jogos de pneus slick e 2 jogos de pneus de chuva. Para os treinos, seguindo os regulamentos internacionais, cada equipe poderá adquiri a quantidade de pneus que achar necessária, não havendo limitação.

“Estamos muito satisfeitos com a retomada das competições estaduais e nossa expectativa é de que tenhamos, mais uma vez, um Campeonato Brasileiro muito forte, representativo e que seja motivo de orgulho para os campeões estampar a conquista em seus currículos. É importante lembrar a todos que pelas mudanças no decorrer do ano fomos obrigados a publicar adendos ao RNK e ao Regulamento do Campeonato Brasileiro os quais, todos, estão publicados no site da CBA”, destacou Pedro Sereno, presidente da Comissão Nacional de Kart.