Foco principal do piloto paulista é sua temporada de estreia na Fórmula 4 FIA Argentina.

Focando especialmente em sua preparação para estrear na Fórmula 4 FIA Argentina, o piloto João Pedro Maia (BPAM) viveu um final de semana de novidades – e de muita satisfação – no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, na zona sul de São Paulo. Campeão sul-americano de kart em 2018, o paulista competiu pela primeira vez com um carro de Fórmula 3.

João Pedro Maia disputou uma etapa do Campeonato Paulista de Automobilismo e foi à pista para duas baterias da categoria Super Fórmula, que utiliza carros de Fórmula 3. Sempre sob os olhos de Wilson Fittipaldi, que tem acompanhado sua carreira no kartismo e também na Fórmula Vee, onde foi campeão paulista e da ECPA em 2019, Maia aproveitou os treinos para se adaptar ao comportamento do carro.

“Primeiramente fiquei muito impressionado com a potência, os freios e a maneira como o Fórmula 3 contorna as curvas”, destaca o piloto, que completará 16 anos no final da temporada. “O foco, de uma maneira geral, era aprender o máximo possível e ser competitivo ao mesmo tempo”, completou o vencedor do Capacete de Ouro de 2019 na categoria Formação de Pilotos.

Com um quinto lugar na tomada de tempos – segundo na divisão B – e dois quintos lugares na classificação geral da Super Fórmula, João Pedro Maia saiu satisfeito de Interlagos. “Acho que foi um final de semana muito positivo, cheguei a andar em terceiro e acho que evoluí bem. Tivemos alguns problemas técnicos com o carro, mas isso não impediu que eu pudesse crescer e aprender a cada volta que eu completava”, resumiu João Pedro Maia (BPAM), que subiu duas vezes no pódio por ter conquistado dois segundos lugares na divisão B da Super Fórmula, reservada aos estreantes.

O piloto de Campinas aguarda a liberação das autoridades argentinas para que a Fórmula 4 FIA possa iniciar sua temporada e para que ele mesmo dar continuidade em sua carreira. “Meu foco principal é a temporada completa da Fórmula 4. Tenho me utilizado de todas as formas possíveis para me manter ativo e este final de semana com um Fórmula 3 foi muito positivo, didático e gratificante”, finalizou.