Pedro Piquet (Foto: Divulgação)

Pedro Piquet (Foto: Divulgação)

Depois do adiamento do início do campeonato pela pandemia de Covid-19, brasiliense da equipe Charouz estreia após liderar teste no Bahrein.

Depois de uma espera de quase quatro meses devido à pandemia de coronavírus, Pedro Piquet finalmente fará sua estreia na Fórmula 2, no próximo fim de semana, na rodada dupla que abre o campeonato no circuito de Spielberg, na Áustria. O brasiliense, que completa 22 anos neste sábado, representará a equipe Charouz.

Bicampeão da Fórmula 3 Brasil em 2014 e 2015, Pedro disputou a F3 Europeia nos dois anos seguintes. Em 2018, passou para a GP3, uma das categorias de acesso à Fórmula 1. Conquistou duas vitórias em pistas das mais tradicionais do automobilismo, em Silverstone (Inglaterra) e Monza (Itália), e foi o sexto no campeonato.

Na temporada de 2019, Piquet disputou a Fórmula 3, novo nome da GP3, e venceu em outro circuito dos mais desafiadores do mundo, em Spa-Francorchamps, na Bélgica. O quinto lugar na tabela, com outros dois pódios, credenciou o brasiliense a dar o último salto antes da passagem para a Fórmula 1.

Em dezembro do ano passado, Pedro fez os primeiros testes pela Charouz com um carro da F2, em Abu Dhabi, e foi o oitavo entre 22 pilotos, superando as marcas de competidores mais experientes, como Luca Ghiotto, Artem Markelov, Giuliano Alesi e Mick Schumacher.

Depois, já com contrato assinado para a temporada 2020, liderou o primeiro dia de treinos coletivos no Bahrein. Piquet iria começar a temporada no próprio Bahrein, no fim de março, mas, com a propagação do coronavírus pelo planeta, o calendário teve de ser remanejado, e o piloto ficou em quarentena no Brasil aprimorando a forma física.

Com a curva descendente do Covid-19 na Europa, o calendário da F2 foi remanejado, e, por enquanto, as etapas da categoria seguem as da F1, com duas rodadas (de duas corridas cada) na Áustria, mais uma na Hungria, outras duas na Inglaterra, e uma etapa na Espanha, Bélgica e Itália. As corridas fora da Europa ainda serão confirmadas.

Apesar dos ajustes no calendário, o formato dos fins de semana da Fórmula 2 será idêntico ao dos anos anteriores. Serão disputados um treino livre, uma classificação e duas corridas, uma mais longa (sábado) e outra mais curta (domingo) com grid invertido entre os oito primeiros da prova anterior.

No lado técnico, a temporada 2020 terá uma grande novidade: a estreia dos pneus Pirelli para rodas de aro 18, cinco polegadas maiores do que as de aro 13 utilizadas até o último ano. A expectativa é que os carros sejam um pouco mais velozes com a menor quantidade de borracha nos pneus.

No mais, os chassis Dallara e motores Mecachrome serão os mesmos do ano passado, com algumas modificações na aerodinâmica do carro, sobretudo no assoalho, e nas suspensões para receber os novos pneus.
O que disse Pedro Piquet:

“Começamos a temporada no próximo fim de semana depois do adiamento pela pandemia de coronavírus. Estou muito animado para voltar às pistas e à competição. É tudo muito novo para nós ainda, com esse regulamento dos pneus aro 18, então será um grande desafio para todos. Mas temos uma base boa do Bahrein, no começo do ano, e vamos lá. Será um grande aprendizado, é uma categoria bem diferente do que eu era acostumado, mas quero sempre andar melhor a cada corrida, sempre evoluindo. Quero ter fins de semana limpos e marcar muitos pontos.”
Calendário*

4 e 5 de julho – Spielberg (Áustria)
11 e 12 de julho – Spielberg (Áustria)
18 e 19 de julho – Hungaroring (Hungria)
1º e 2 de agosto – Silverstone (Inglaterra)
8 e 9 de agosto – Silverstone (Inglaterra)
15 e 16 de agosto – Barcelona (Espanha)
29 e 30 de agosto – Spa-Francorchamps (Bélgica)
5 e 6 de setembro – Monza (Itália)

*provas fora da Europa ainda sem confirmação