Max Guenther, da equipe BMW i Andretti Motorsport, continua sua série de vitórias depois de vencer a segunda rodada do Formula E Race at Home Challenge.

Stoffel Vandoorne (Mercedes-Benz EQ) conquistou sua segunda pole position consecutiva e liderou o caminho até a primeira curva antes de bater no muro nos segundos iniciais da corrida no circuito virtual chamado Electric Docks. Com danos significativos no carro do belga, Guenther assumiu a liderança, enquanto Vandoorne conseguiu terminar em terceiro, atrás do Mahindra Racing de Pascal Wehrlein,

No entanto, logo depois, o homem da Mercedes caiu na ordem para a quinta posição, quando teve que ceder a Robin Frijns (Envision Virgin Racing) e Nico Mueller (Geox Dragon).

Com quatro voltas disputadas, Guenther manteve a liderança, enquanto Felipe Massa (Rokit Venturi Racing) bateu na chicane da primeira curva, ficando fora da corrida.

Em sua estreia nas corridas virtuais, Sam Bird (Envision Virgin Racing) também ficou fora de competição com apenas seis voltas completadas e momentos depois a dupla da Panasonic Jaguar Racing James Calado e Mitch Evans colidiram na primeira curva, deixando Evans fora da disputa.

Enquanto isso, Guenther estava perto de Wehrlein, que o pressionou, colocando-se a três décimos do seu compatriota alemão.

Mas faltando apenas cinco voltas do final, chegando à primeira curva perto de Guenther, Wehrlein bateu no muro e girou, enquanto Guenther agora desfrutava de uma vantagem de dez segundos, que seria de 15 segundos no momento em que Bandeira quadriculada fosse alçada, concretando sua segunda vitória consecutiva no campeonato virtual Race at Home Challenge.

Frijns e Mueller aproveitaram a miséria de Wehrlein para avançar para o segundo e terceiro lugar, respectivamente, enquanto Mahindra terminou em décimo, com o único consolo de fazer a volta mais rápida da corrida.

Neel Jani (Tag Heuer Porsche) terminou em quarto, à frente de Vandoorne e Oliver Turvey (NIO 333), enquanto Nyck de Vries (Mercedes-Benz EQ) ficou em sétimo, seguido por Calado e Jean-Eric Vergne (DS Techeetah ), o bicampeão em título da série elétrica.

Guenther, entretanto, cruzou a linha de chegada 15 segundos atrás de Frijns para alcançar sua segunda vitória no Race at Home Challenge, consolidando-o como o líder do concurso.

Antes da corrida entre os pilotos de Fórmula E, a competição Challenge ocorreu, reunindo pilotos, convidados e pilotos do mundo real. Lá a vitória ficou nas mãos do búlgaro Peyo Peev, seguido por Kevin Siggy, o novo líder do campeonato.