Campeão de 2019, Théo Pioli Trevisani venceu a etapa de abertura da 15a temporada do Pé de Chumbo – Copa Sópneus Goodyear de Kart 2020 -, sábado (8), em Paulínia. Com o primeiro lugar na primeira bateria e o terceiro na segunda, o piloto #27 fechou a rodada com 60 pontos, um a mais que Rafael Contatto, que foi o segundo colocado nas duas corridas.

Além de Théo e Rafael, o pódio da categoria Pró no Kartódromo San Marino ainda teve Douglas Pitoli,
em terceiro lugar com 56 pontos; Rogério Pompermayer, em quarto com 55; e Giovanni Pamfílio, em
quinto também com 55.
Na Light (divisão de acesso), o vencedor foi Paulo Rosa, que somou 39 pontos com o 12o lugar nas
duas baterias do dia – as duas categorias do Pé de Chumbo formam grid único, mas têm pontuação
específica.
Em segundo lugar, com 33 pontos, ficou Mayckon Mota, seguido por Oswaldinho Nogueira, terceiro com 27; Ivan Dantas, quarto com 26; e Carlos Barbosa, quinto com 25. A segunda etapa do Pé de Chumbo será em Araraquara, no dia 21 de março.
CORRIDAS
Mais rápido no treino classificatório, Rafael Contatto largou na pole position na corrida que abriu a
programação do Pé de Chumbo em Paulínia. Sem cometer erros, manteve-se à frente até a penúltima
volta, quando, na reta principal, foi ultrapassado por Théo Trevisani, que saiu na primeira fila com o
segundo melhor tempo na tomada que definiu o grid.
Após a ultrapassagem em alto estilo, Théo recebeu a bandeira quadriculada da vitória ao completar as
20 voltas em 13m32s943, vantagem de apenas 0s469 para Rafael. Rogério Pompermayer (a 4s792 do
líder), Giovanni Pamfílio (a 5s175) e Patrik Camargo Neves (a 5s891) vieram na sequência.
Na segunda corrida, com grid invertido entre os oito primeiros da prova anterior, o pole foi Carlinhos
Carrion, com Marcel Torina ao seu lado na primeira fila. Antes mesmo de ser fechada a primeira
passagem, Douglas Pitoli, que largou em terceiro, pulou para a ponta e ali ficou até completar as 18
voltas em 12m19s197.
No vácuo de Pitoli chegaram Rafael Contatto (a 0s202) e Théo Trevisani (a 0s344), que saíram da
quarta fila, fizeram uma série de ultrapassagens e terminaram na segunda e na terceira posições,
respectivamemte. Giovanni Pamfílio (a 1s876) e Rogério Pompermayer (a 2s106) também apareceram
entre os cinco nesta bateria.
O ponto de bonificação pela melhor volta da rodada ficou para Patrik Neves, que marcou 40s042 na
última passagem da primeira bateria.
Por Equipes, a vitória no San Marino foi da Luchini Móveis Planejados, que totalizou 120 pontos com
Patrik Neves (52 pontos), Carlinhos Carrion (48) e Fábio Santarosa (20). Os 30 pilotos estão divididos
em 10 times, que levam os nomes dos patrocinadores do campeonato.