Nova versão das Mil Milhas está marcada para o dia 15 de fevereiro em Interlagos com largada à meia-noite.

O clima de uma prova de longa duração do automobilismo brasileiro volta ao Autódromo de Interlagos José Carlos Pace em fevereiro (dia 15) deste ano com todas as doses de emoção, competitividade e estratégia no trabalho de equipe, revivendo os grandes momentos do passado do automobilismo brasileiro. A promotora Elione Queiroz e a FASP – Federação de Automobilismo do Estado de São Paulo formaram a parceria para esta empreitada que traz de volta o glamour de uma prova longa com a duração de aproximadamente 11 horas varando a noite de sábado para domingo em Interlagos.

A garantia das emoções da nova versão das Mil Milhas começa pelo fato de ter a largada marcada para a meia-noite do sábado (15) com a previsão de 373 voltas no circuito de 4.309 metros de extensão para completar as 1.000 milhas, equivalente à 1.609 quilômetros. O limite de duração da prova é de 11 horas.

Nas Mil Milhas do Brasil, os carros estão classificados em 13 categorias, sendo uma Geral e 12 outras que vão desde protótipos que disputam o Brasileiro de Endurance de até 800 cavalos até os Spyder com motor AP de 180 cavalos passando por vários outros modelos do Turismo Nacional com motores até 2 litros aspirados ou turbinados. Veja o Regulamento Técnico e Desportivo das Mil Milhas do Brasil no site oficial da FASP – https://faspnet.com.br/wp-content/uploads/2015/08/REG-DESP-e-TEC-MM-2020-V01-25SET2019.pdf.

Os amantes do automobilismo conhecem bem o clima de uma prova longa como os 500 Km de Interlagos, 12 Horas de Goiânia, 6 Horas de Tarumã, 1.000 Km de Brasília, 500 Km de Londrina e outras. Sempre é lembrado pelo torcedor do esporte a motor que a emoção maior está nos pits stop onde o trabalho de equipe é acompanhado com atenção pela precisão de cada momento e da técnica de reabastecimento, troca de pneus, revisão das partes do carro, possíveis reparos e até a troca de pilotos. Um carro com no mínimo dois pilotos ou no máximo quatro exige uma equipe de pelo menos 10 mecânicos experientes que viram a noite com a adrenalina da competição. Só para lembrar, por regulamento da FIA, o piloto pode guiar no máximo 3 horas e descansar obrigatoriamente por 1 hora e meia. (tempo controlado pela cronometragem oficial e com direito de punição pela Direção da prova.

O trabalho de organização das Mil Milhas do Brasil anda em ritmo acelerado na sede da FASP no bairro da Vila Mariana em São Paulo, onde a equipe da promotora Elione Queiroz vem cuidando dos detalhes da estrutura do evento e se reunindo com as parcerias de diversas atrações que terão durante todo o sábado. O público tem entrada franca podendo assistir das arquibancadas descobertas sem qualquer custo. Nas arquibancadas cobertas os acentos serão cobrados ao preço de R$ 30,00 e o custo da credencial para paddock com direito a visitação aos boxes é de R$ 50,00. O acesso de carros e motos também serão cobrados. Carros R$ 30,00 e Motos R$ 20,00.