Equipe fechou a temporada 2019 com vitória, vice-campeonato e terminou a corrida mais longa do calendário sendo o melhor protótipo do grid.

O Império Endurance Brasil que encerrou a temporada 2019 no Autódromo Internacional de Curitiba, com a prova mais longa do calendário, seis horas de disputas, teve como destaque o Sigma, que fechou a etapa sendo o melhor colocado entre os protótipos do grid.

A dupla formada por Jindra Kraucher e Aldo Piedade Jr., conquistou a segunda vitória e o vice-campeonato na categoria P2 e terminou a prova com a sétima colocação na geral, ficando apenas atrás dos carros de modelo GT.

Depois de largar do fundo do pelotão por um problema no treino classificatório, a equipe conseguiu nas primeiras voltas estar entre os cinco melhores da disputa e se manter por um bom tempo na terceira posição. Completaram 223 voltas no circuito paranaense e saíram satisfeitos com a evolução e desempenho do protótipo.

“Começamos com um acerto mais agressivo e o Aldo deu um verdadeiro show na primeira hora de prova, indo do fundo do grid à terceira posição geral em poucas voltas. Na segunda hora de prova o Jindra assumiu, manteve o ritmo dos carros da ponta, mas tivemos que começar a poupar combustível, porque pelo regulamento da P2 o nosso tanque tem menor capacidade. Na terceira hora começamos a ter problemas na embreagem, começou a patinar, então daí em diante reduzimos a pressão do turbo e fomos conservadores até o final. Pra fechar com chave de ouro, na última hora pedimos pro Jindra apertar um pouco o passo, ele acelerou com maestria, mantendo a embreagem sob controle, e conseguimos garantir a vitória entre os protótipos”, explicou o engenheiro Pedro Fetter que junto com o também engenheiro Evandro Flesch desenvolvem o carro.

A equipe mostrou um trabalho de evolução e dedicação no carro que vem sendo desenhado e construído desde de 2014, e estreiou em 2018 na Endurance no circuito de Santa Cruz do Sul. Para 2020 eles ainda trazem novidades na nova temporada.  “Curitiba foi uma corrida muito difícil, cheia de desafios, e foi vencida com muita persistência da nossa equipe e dos nossos pilotos. O top 5 geral, que era o objetivo, nos escapou por detalhes. Estamos confiantes para, em 2020, ir com um novo Sigma encarar a categoria P1 e lutar pelo título com outro na P2”, concluiu Fetter.