Piloto tocantinense andou boa parte da corrida em segundo lugar e fechou a prova final em sexto lugar após problema com combustível; Cacá Bueno fecha o ano em oitavo na temporada.

Campeã da Stock Car em 2015 e 2016 por pilotos e equipes, a Cimed Racing conquistou o vice-campeonato por equipes neste domingo em Interlagos. A equipe lutou pelo título de pilotos até o final com Felipe Fraga, que passou grande parte da prova em segundo lugar. O tocantinense fechou em sexto lugar após ficar sem combustível nos metros finais e, mesmo com este contra-tempo, foi o suficiente para garantir o vice por equipes.

Chefe da Cimed Racing, William Lube fez um balanço positivo da temporada. “Essa equipe é muito boa, todos aqui trabalham 100%. O título não veio, conquistamos mais um vice de equipes, mas com uma certeza de que ano que vem estaremos fortes de novo. Tenho muito orgulho desse time: foi mais um ano em que disputamos o título, mais um ano em que as coisas não encaixam do jeito que a gente queria. Tivemos acidentes, tivemos problemas com chuva. Enfim, mais um ano que terminamos com um gostinho de querer mais, mas ao mesmo tempo com muito orgulho do time”, diz Lube.

Fraga também destacou a boa corrida em Interlagos e o ano de 2019, fechando com três vitórias.

“Nesse ano eu tive bastante performance, mas nós pecamos em vários detalhes para não chegarmos com mais pontos nessa final. Foi uma pena acabar o combustível na última volta, pode ter sido um problema que ainda precisamos investigar, já que nosso cálculo era de que tínhamos de sobra. Vamos analisar. Mas não perdemos o campeonato aqui e sim naquela prova em que Thiago Camilo escapou e peguei óleo do carro dele, onde muitos pontos foram perdidos. Em todo caso, parabéns ao Daniel (Serra), que é tricampeão e para sua equipe, que fez um grande ano. Agora vamos pensar no futuro e decidir sobre como vai ser a temporada que vem”, diz Fraga.

Pentacampeão da Stock Car, Cacá Bueno encerrou a temporada com a oitava colocação no campeonato e teve a estratégia prejudicada neste domingo pela confusão no meio do pelotão.

“Tivemos bons momentos durante o ano, mas a velocidade de reta foi nossa principal dificuldade em 2019. Chegamos a trocar de motor três vezes neste final de semana em Interlagos e não conseguimos uma solução. Ainda acabei ficando no meio da confusão e perdi as posições que eu vinha remando para conseguir. Agora é momento de analisar essa temporada e projetar um 2020 melhor. Parabéns ao Daniel pelo tricampeonato e vamos tentar voltar a lutar pelo título no ano que vem”, diz Cacá.

Mais jovem piloto a competir na história da Stock Car, Marcel Coletta largou na sexta fila neste domingo e vinha lutando para entrar no top-10, mas acabou se envolvendo em uma confusão na disputa no meio do pelotão.

“Eu sabia que seria um ano de estreia difícil, é uma das categorias mais equilibradas do mundo e foi uma pena que tive muito pouco treino para os estreantes no começo do ano. Mesmo assim nós conseguimos fazer um ano muito bom, liderei treino, fomos ao Q2 em sequência nas últimas corridas, então sempre estive rápido. Velocidade a gente tem e agora é seguir pegando mais quilometragem e buscar mais top-10, top-5 e quem sabe depois sonha com pódio e vitória”, diz Marcel.

A Stock Car volta em 2020 com a Corrida de Duplas abrindo a temporada.

 

Confira o resultado extraoficial da corrida:

1. Thiago Camilo – Ipiranga Racing – 24 voltas completadas em 42min13s984
2. Daniel Serra – Eurofarma RC, a 2.594
3. Marcos Gomes – KTF Sports, a 3.471
4. Gabriel Casagrande – Crown Racing, a 4.998
5. Diego Nunes – KTF Sports, a 7.516
6. Felipe Fraga – Cimed Racing, a 9.130
7. Ricardo Maurício – Eurofarma RC, a 10.587
8. Rubens Barrichello – Full Time Sports, a 10.735
9. Julio Campos – Prati-Donaduzzi Racing, a 11.996
10. Galid Osman – Shell Helix Ultra, a 23.555
11. Átila Abreu – Shell V-Power, a 25.097
12. Denis Navarro – Cavaleiro Sports, a 25.508
13. Valdeno Brito – Prati-Donaduzzi Racing, a 31.305
14. Allam Khodair – Blau Motor Sports, a 35.222
15. Bruno Baptista – RCM Motorsport, a 36.850
16. Guga Lima – Vogel Motorsports, a 36.978
17. Bia Figueiredo – Ipiranga Racing, a 51.247
18. Tuca Antoniazzi – Hot Car Competições, 1volta
19. Cacá Bueno – Cimed Racing, 1 volta
20. Rafael Suzuki – Hot Car Competições, 13 voltas
21. Ricardo Zonta – Shell V-Power, 17 voltas
22. Nelson Piquet Jr – Full Time Sports, 20 voltas
23. Felipe Lapenna – Cavaleiro Sports, 20 voltas
24. Marcel Coletta – Crown Racing, 21 voltas
25. Raphael Reis – Carlos Alves Competições, 21 voltas
26. Cesar Ramos – Blau Motor Sports, 21 voltas – –
27. Max Wilson – RCM Motorsport
28. Gaetano di Mauro – Shell Helix Ultra
29. Lucas Foresti – Vogel Motorsports

Classificação do campeonato após 12 etapas (top-10):

1 – Daniel Serra (Eurofarma RC) – 387 pontos

2 – Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – 366

3 – Ricardo Maurício (Eurofarma RC) – 320

4 – Felipe Fraga (Cimed Racing) – 313

5 – Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 310

6 – Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – 307

7 – Gabriel Casagrande (Crown Racing) – 303

8 – Cacá Bueno (Cimed Racing) – 234

9 – Marcos Gomes (KTF Sports) – 178

10 – Diego Nunes (KTF Sports) – 175