Com excelente desempenho durante toda a semana da competição, o jovem piloto largou na terceira posição da Final, onde com intensas disputas, recebeu a bandeirada em décimo lugar.

Durante a última semana, as atenções do kartismo brasileiro estiveram voltadas ao Kartódromo Internacional Beto Carrero, palco da 21ª Edição da Copa Brasil de Kart. Momento em que o piloto gaúcho João Pedro Martins Jo encarou seu último desafio nacional pela categoria Cadete, mostrando garra e determinação, e se posicionando entre os melhores pilotos do país.

Encarando o maior grid desta edição da Copa Brasil, João Pedro não se intimidou com o grande número de competidores, e se destacou como um piloto rápido e competitivo entre os 34 participantes da categoria Cadete, resultando em sua melhor participação em uma competição nacional. Muito rápido desde os treinos livres até as provas decisivas, o jovem piloto mostrou muita regularidade em sua semana positiva em Penha/SC.

Unido ao grande trabalho da equipe Nelsinho Competições, o piloto gaúcho que representa as cores da fábrica de chassis Techspeed, obteve ótimos resultados pelo trabalho realizado nas sessões de treinos livres, garantindo a marca do sexto tempo na tomada de tempos. Resultados que melhoraria consideravelmente na sequência das atividades, ao completar a primeira classificatória na quarta posição, e a segunda classificatória com um terceiro lugar cruzando a linha de chegada junto dos dois primeiros colocados.

Garantindo uma excelente somatória, reflexo da ótima regularidade do piloto durante todas as atividades da semana, o mesmo assegurou a terceira posição para a largada da prova decisiva. A Final acabou sendo marcada por intensas disputas nas quatorze voltas da corrida, que acabou resultando no décimo lugar na Copa Brasil de Kart de 2019.

“Foi uma semana incrível, nem tanto pelo resultado final, mas sim pela regularidade que tive durante toda a semana da competição. Foi incrível estar entre os mais rápidos, e consegui manter esse ritmo até a prova final. No sábado, dia da grande decisão, larguei de terceiro focado e confiante, porém, nem tudo saiu como esperado. Mesmo completando a prova em décimo, estou contente por tudo que fiz, e por ter lutado e buscado o melhor resultado até o final. Considero uma grande vitória o reconhecimento que recebi de muitos pilotos, chefes de Equipes, preparadores e mecânicos durante a semana. Isso não tem preço, e valeu cada gota de suor que derramei.” – disse João, agradecendo a Techspeed pelo apoio e pelo excelente kart, a Nelsinho Competições, chefe Nelsinho, Sinval e toda equipe por cada palavra de ensinamento, ajuda e acerto impecável do equipamento. Agradeceu também aos companheiros de box pela torcida durante toda semana, seus amigos e familiares presentes no kartódromo.

O próximo desafio do piloto gaúcho, será dentro de quinze dias, quando retorna suas atenções na continuação da Copa São Paulo Light de Kart no Kartódromo da Aldeia da Serra entre os dias 25 e 26 de Outubro.

Confira o resultado final da categoria Cadete na 21ª Copa Brasil de Kart:

01) 06 – Dimas Mota – 14:19.337 – 14 voltas
02) 14 – Enzo Nienkotter – 0.060s
03) 27 – Yuri Morelli – 1.455s
04) 15 – Lucas Moura – 3.007s
05) 08 – Alfredinho Ibiapina – 3.069s
06) 111 – Heitor Dall’Agnol – 3.256s
07) 26 – Pedro Lins – 3.767s
08) 19 – Luca Waltrick – 5.166s
09) 386 – Gabriel Moura – 5.251s
10) 09 – João Pedro Jo – 5.602s
11) 07 – Gabriel Koenigkan – 6.839s
12) 218 – Nicollas Loretti – 10.865s
13) 277 – Christian Mosimann – 11.677s
14) 305 – Guilherme Favarete – 15.168s
15) 48 – Caio Lacerda – 15.268s
16) 88 – Bernardo Gentil – 15.355s
17) 114 – Enzo Ranieri – 18.039s
18) 405 – Gabriel Sano – 19.926s
19) 22 – Augusto Toniolo – 20.035s
20) 20 – Gabriel Neves – 20.144s
21) 77 – Miguel Coelho – 20.566s
22) 21 – Romulo Ribas – 20.708s
23) 58 – João Vitor Carvalho – 25.179s
24) 92 – Bruno Schentino – 25.644s
25) 03 – Firas Fahs – 26.140s
26) 11 – Heitor Solla – 26.441s
27) 37 – Nicolas Bellato – 36.071s
28) 30 – João da Costa – 43.675s
29) 80 – Leonardo Mosmann – 45.962s
30) 31 – Alexandre Mota – 3 voltas
31) 105 – Lucas Medeiros – 10 voltas
32) 18 – Akyu Myasava – 13 voltas
33) 66 – Gustavo Guimarães – 13 voltas
34) 505 – Wagner Santilli – 13 voltas