O Team Ginetta Brasil está pronto para a sexta etapa da Império Endurance Brasil 2019, que será realizada nesta sexta e sábado (11 e 12/10), no Autódromo de Goiânia (GO). Depois da quebra na quinta etapa em Interlagos, a equipe dos pilotos Wagner Ebrahim, Pedrinho Aguiar e Fábio Ebrahim já revisou o protótipo Ginetta G57, que está pronto para a disputa das Três Horas de Goiânia. A etapa de Interlagos reuniu 37 carros em seu grid e a organização espera manter o número de participantes na sexta etapa.

A participação do Team Ginetta Brasil poderia ter sido melhor na quinta etapa do Império Endurance Brasil 2019, durante as Quatro Horas de Interlagos, realizada no dia 7 de setembro, no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em São Paulo (SP). O piloto Pedrinho Aguiar classificou o protótipo Ginetta G57 em quarto lugar do grid. Fábio Ebrahim fez uma boa largada e vinha bem na terceira posição na Geral, até passar o carro para o Pedrinho Aguiar.

Pedrinho Aguiar assumiu o comando do Ginetta G57, deu uma volta e notou um aquecimento excessivo, tendo que retornar aos boxes. A equipe percebeu que era a mangueira do radiador que estava partida e desmontou toda a parte debaixo do Ginetta, perdendo muito tempo com isso. A ideia era voltar para a pista e completar pelo menos 75% da prova para pontuar mais uma vez. Quando viram que não seria possível voltar à pista para chegar ao seu objetivo, decidiram abandonar e com isso poupar o carro e pneus para a próxima etapa.

O Ginetta G57 utilizado pelos pilotos Wagner Ebrahim, Pedrinho Aguiar e Fábio Ebrahim é de fabricação britânica, um dos protótipos de pista mais rápidos do Mundo. Ele é equipado com o motor do Novo Camaro e Corvette, um Chevrolet V8, de 6,2 litros, com bloco de alumínio e sistema de óleo de cárter seco, que gera 575 cavalos de potência, desenvolvido e preparado pela Ginetta. Seu peso é 940 quilos e tem velocidade final de 300 km/h. Seu cockpit é todo produzido em fibra de carbono, foi aprovado em crasch-test da FIA e no Brasil, o G57 terá auxílio técnico dos engenheiros Ubiratan (mecânico) e Vinícius (elétrico), do Team Ginetta Brasil.

No intervalo das etapas, o Team Ginetta Brasil fez uma revisão minuciosa no Ginetta G57, visando um bom desempenho em Goiânia, circuito que a equipe conquistou a vitória na categoria P1, durante a segunda etapa. “Fizemos algumas atualizações de software do carro na semana passada, mas com a chuva em Curitiba, não conseguimos andar forte. Temos os dados da última etapa em Goiânia e a partir dessas informações, tentaremos evoluir para buscar nova vitória nessa pista”, declarou o piloto Fábio Ebrahim. “Na corrida de Interlagos ficou o gostinho de quero mais, pois estávamos com um dos três melhores carros daquela etapa. Mas vamos para Goiânia em busca da vitória em nossa categoria, para voltar à luta pelo título da temporada”, concluiu Pedrinho Aguiar.

– Classificação –

Com cinco etapas realizadas, a classificação da Império Endurance Brasil 2019, na categoria P1 é a seguinte: 1.º) Pedro Queirolo/David Muffato (P1 – AJR), 490; 2.º) Nilson Ribeiro/José Ribeiro (P1 – AJR), 435; 3.º) Wagner Ebrahim/Pedro Aguiar/Fábio Ebrahim (P1 – Ginetta G57), 335; 4.º) Vicente Orige (P1 – AJR), 320; 5.º) Vicente Orige/Carlos Kray/Tarso Marques (P1 – AJR), 200; e 6.º) Tiel de Andrade/Júlio Martini (P1 – AJR), 165.