Mesmo com adversidades, mas sem batidas, o Menino de Ferro considera que para ele esta foi a melhor rodada da Copa SPR.

A temporada 2019 da Copa SPR Light de Kart, encerrada no último sábado (28), no kartódromo Beto Carrero, em Penha-SC, não foi nada fácil para o piloto Romullo Ribas. Nas três primeiras rodadas o Menino de Ferro sofreu com acidentes e batidas que o tiraram da prova, ou jogaram o piloto para o final da grid. Na etapa final da competição, o maior adversário foi o motor ruim sorteado na categoria Cadete.

“Não tivemos sorte. Nos treinos de sexta-feira pegamos três motores ruins. O primeiro não evoluía. Com sete voltas tivemos que recolher o kart. Trocamos. No treino seguinte, vazou gasolina do motor e na terceira volta abandonamos a pista mais uma vez. Fomos para a tomada de tempos no escuro, sem ter tido a chance de acertar o kart. O terceiro motor, parece brincadeira, mas o Romullo teve que brigar contra ele na pista, porque também não rendia. Com o 29º lugar dos 31 que ocuparam o grid ele terminou a etapa em 15º. Para nós foi um bom resultado devido as dificuldades”, informou Rodrigo Paixão, preparador do piloto.

“Pelo menos desta vez não teve batidas. Fiquei muito chateado de não conseguir treinar, mas o motor que pegamos para as provas era um pouco melhor e consegui me divertir”, contou Romullo Ribas. “Precisamos tirar o melhor proveito das situações ruins. Em todas as etapas da Copa SPR o Romullo teve que fazer corridas de recuperação, então sabemos que o ele consegue superar as adversidades. Estaremos firmes na Copa Brasil, porque acreditamos que a prática, a persistência e a determinação é que fará dele um campeão dentro e fora das pistas”, declarou a mãe, Daiane Ribas.