Pedro Boesel (Foto: Cleocinei Zonta)

Pedro Boesel (Foto: Cleocinei Zonta)

Após conseguir um quarto lugar na corrida do sábado no RS, Pedro Boesel conseguiu um sétimo lugar na corrida 2 deste domingo e segue subindo na classificação geral.

Um dos principais nomes da Stock Light na temporada 2019, Pedro Boesel teve mais um final de semana consistente no ano, desta vez no Velopark. O piloto da equipe Crown Racing Jr vinha de um segundo lugar em Interlagos, foi o quarto colocado na prova deste sábado e fechou a corrida deste domingo na sétima colocação. Com os 33 pontos somados na etapa, Boesel subiu da quarta para a terceira posição no campeonato.

“Foram duas corridas muito equilibradas e com disputas emocionantes aqui no Velopark. Ontem consegui um quarto lugar e hoje também estivemos a maior parte da corrida entre os cinco primeiros. Subimos uma posição no campeonato, nosso ritmo esteve muito bom e agora vamos seguir tentando descontar a diferença para o primeiro e segundo colocados”, diz Boesel, que é patrocinado por Estácio, Electrolux, Patense e Salesforce.

Pedro largou em sétimo na corrida deste domingo e manteve a posição nas voltas iniciais. Depois fez boas ultrapassagens, chegou a andar na quarta posição e, mesmo com o sétimo lugar no final, acredita que tem boas chances de lutar pelo vice-campeonato na temporada.

“Nós conseguimos pontuar bem nas duas corridas do final de semana. Chegamos até brigar pelo pódio hoje, mas depois o freio começou a apresentar alguns problemas e perdi algumas posições. Em todo caso, o saldo da etapa segue sendo positivo. O Frigotto (Gustavo), que é o vice-líder, não marcou pontos hoje, então diminuímos bem a diferença para ele. São 31 pontos e vamos seguir buscando pelo menos esse segundo lugar na competição”, diz Boesel, que também tem apoio de tem apoio de Foxconn e Lutepel.

A próxima etapa da Stock Light será disputada nos dias 19 e 20 de outubro na pista de Cascavel (PR).

Classificação do campeonato (top-10):

1- Guilherme Salas – 224 pontos
2- Gustavo Frigotto – 169
3- Pedro Boesel – 138
4- Marco Cozzi – 135
5- Raphael Abbate – 122
6- Gabriel Robe – 120
7- Marcio Campos – 116
8- Lukas Moraes – 114
9- Matheus Iorio – 113
10- Pietro Rimbano – 100