CURITIBA (PR) – Um toque na traseira da Ferrari F 430, dado por Allam Khodair, piloto da GT3, tirou as chances da dupla Cristiano Federico e Caio Lara brigar por melhores colocações na primeira prova da terceira rodada dupla da GT4, realizada na tarde deste sábado no Autódromo de Curitiba. O toque aconteceu no final da reta dos boxes e, poucos metros depois, Caio sentiu dificuldade para controlar o carro, que foi para a brita, perdeu o extrator e teve de ser levado para os boxes fazer reparos.

“Foi bastante complicado, pois a batida que o Khodair deu, no momento não provocou problemas, mas uma curva depois perdi totalmente o controle e fui para a área de escape. Outra confusão aconteceu logo na largada, quando o Greco rodou e tive de desviar, o que me deixou bem para trás do primeiro pelotão”, explicou Caio.

Neste domingo o carro da Equipe ATW/BVA/R3MZ larga na segunda posição do grid da GT4 e tem tudo para fazer uma excelente corrida e marcar importantes pontos na tabela de classificação.

O outro carro da escuderia, de Marcelo Losasso e Osvaldo Federico, enfrentou outros tipos de dificuldades. A Maserati chegou de São Paulo pela manhã com inúmeros problemas.

“Tivemos de trazer devido ao acidente de quinta-feira, quando a roda quebrou no meio do Esse da alta e a Maserati ficou praticamente destruída. Esse estava com problemas na suspensão e nos freios e o motor era novinho e ainda estava meio preso, amaciando. O carro ficou dificílimo de guiar”, explicou Losasso.