Piloto disputou no último final de semana o Campeonato Mundial de Turismo virtual e esteve entre os 20 mais rápidos do mundo.

No próximo final de semana acontece a quinta etapa da temporada 2019 da Stock Light, e quem recebe a categoria é o Autódromo do Velopark, localizado em Nova Santa Rita, RS. Gustavo Frigotto ocupa a vice liderança no campeonato com 150 pontos. A pista com 2.153km é considerada uma das mais curtas do calendário da categoria e foi o palco da primeira etapa desta temporada.

“Apesar de lamentar a substituição de Curitiba no calendário, por sentir o apoio da torcida em casa, sempre gostei muito de correr no Rio Grande do Sul. É um lugar que tenho muito carinho. É a segunda vez que visitamos o Velopark este ano, sabemos nossos pontos fortes e fracos nessa pista e fomos competitivos na primeira etapa, pretendemos evoluir ainda mais nesse fim de semana para continuar nossa ascensão no campeonato. A equipe RKL Água da Serra tem feito um excelente trabalho e está me dando um carro propício para brigar pelas primeiras posições e creio que estamos cada vez mais fortes,” disse o piloto de 24 anos.

O chefe de equipe da RKL Água da Serra, Edson Ricarte retorna ao Velopark confiante. “Estamos confiantes devido ao histórico da primeira etapa que foi lá e estamos bem alinhados piloto e equipe.” As atividades para a Stock Light começam nesta sexta-feira (13) com rodada dupla no final de semana, tendo uma prova no sábado e outra no domingo.

Já fora das pistas, Gustavo Frigotto participou no último domingo de uma das corridas virtuais mais famosas do mundo. O piloto completou a competição virtual na 18ª posição dos 30 pilotos que conseguiram classificar, e concluiu como o melhor sul-americano da prova de simulador. O campeonato mundial de simulador é chancelado pelo Campeonato Mundial de Turismo.

“Correr contra os melhores pilotos virtuais do mundo é sempre difícil, é uma grande experiência. Requer muita dedicação e empenho, por isso, acredito que independente do resultado se torna um treinamento incrível para o automobilismo real. Esta é a primeira de muitas corridas em nível mundial que classifiquei nesse ano, pretendo participar de muitas outras e melhorar cada vez mais o acerto do carro, adquirir experiência e como consequência, melhorar meus resultados,” concluiu o piloto que tem o apoio da Água da Serra na Stock Light e nas disputas virtuais.