Com um regulamento que busca o equilíbrio técnico entre os carros e a pontuação equilibrada entre os pilotos, a Turismo Nacional fechou a etapa de São Paulo com um gostinho de quero mais ao mesmo tempo em que ampliou as expectativas para a decisão do campeonato no próximo dia 28 de setembro em Cascavel (PR).

Os resultados da etapa paulista mudaram boa parte dos líderes, além da aplicação do descarte das cinco piores baterias de cada competidor. Assim, quem vinha dominando, acabou caindo por ter feito um descarte maior.

Na Classe 1 Super, o novo líder é o goiano Gabriel Correa, que teve dois segundos lugares na etapa de São Paulo. O mineiro Gustavo Mascarenhas sofreu com os 50 kg extras em seu carro, e caiu para a vice-liderança. Já os catarinenses Junior Berlanda e Gustavo Magnabosco mantiveram a regularidade e seguem na terceira posição mesmo sem vencer corridas. Mas ninguém saiu mais feliz de Interlagos que os irmãos Leandro e Wanderson Freitas, que venceram três das quatro corridas e não descartaram nenhum ponto, entrando na briga pelo título.

A Classe 1A teve bom resultado dos irmãos paranaenses Felipe e Caíto Carvalho, que correm atrás do mineiroa Thiago Tambasco. Felipe e Thiago somaram o mesmo número de pontos na etapa, mas o paulista foi obrigado a descartar 15 pontos a mais.

O gaúcho/catarinense Alexander Cé é o novo líder da Classe 1B depois de dois segundos lugares. Apesar de ter conquistado a poleposition, Lucas Bornemann não teve bons resultados e ainda descartou 40 pontos no campeonato. O londrinense Rafael Colombari entrou na briga depois de vencer as quatro corridas e não precisar descartar pontos.

Classe 2
A disputa entre os paulistas Lamartine Pinotti e Alê Souza ficou ainda mais intensa. Cada um venceu duas provas no fim de semana e a diferença entre eles ficou em apenas dez pontos. Rafael Barranco ainda tem chances de título, mesmo tendo somado poucos pontos em Interlagos.

Na classe 2B, Edson Campana está muito perto da conquista. Nenhum competidor da categoria chegou à frente dele em Interlagos e ele somou os 105 pontos possíveis na etapa.

As corridas em Interlagos podem ser assistidas no youtube.com/turismonacionalbr

Os cinco melhores em cada categoria   ***extra-oficial
Classe Super
1º – Gabriel Correa (Ford Ka), 290 pontos
2º – Gustavo Mascarenhas (Fiat Uno), 259 pontos
3º – G.Magnabosco/Jr Berlanda (Fiat Mobi), 250 pontos
4º – R.Lima/E.Bueno (VW Gol), 239 pontos
5º – Leandro/Wanderson Freitas (VW Gol), 237 pontos
Classe 1 A
1º – Thiago Tambasco (GM Onix), 352 pontos
2º – Felipe Carvalho (GM Onix), 293 pontos
3º – Caíto Carvalho (GM Onix), 234 pontos
4º – Giovane Mega (Peugeot208), 201 pontos
5º – A.Sermann/R.Tassi (VW Gol), 196 pontos
Classe 1 B
1º – Alexander Ce (GM Onix), 371 pontos
2º – Lucas Bornemann (Fiat Uno), 340 pontos
3º – André Jacob (VW UP), 316 pontos
4º – Rafael Colombari (VW UP), 304 pontos
5º – Fabrício Fleury (Peugeot 208), 138 pontos
Classe 2 A
1º – Lamartine Pinotti (VW Gol), 334 pontos
2º – Alê Souza (Ford Fiesta), 324 pontos
3º – Rafael Barranco (VW Gol), 276 pontos
4º – JP Naumes/A.Nurnberg (VW Gol), 264 pontos
5º – Richard Heidrich (VW Gol), 239 pontos
Classe 2 B
1º – Edson Campana, (VW Gol), 382 pontos
2º – Edson Reis, (GM Celta), 319 pontos
3º – Rogério Cruzeiro (Ford Ka), 186 pontos
4º – Davi Oliveira (GM Celta), 158 pontos
5º – F. Tokunaga/P.H.Costa (VW Gol), 127 pontos