O fim de semana (10 e 11 de agosto) foi de muitas disputas no Autódromo de São José dos Pinhais, com realização da 3.ª etapa do Campeonato Metropolitano de Velocidade na Terra, que contou com organização e promoção de Manoel Rodriguez e Leandro Stadler, da RS Motorsport Eventos, com 61 carros em duas provas nas categorias Marcas “A” e “B”, Turismo 1.600 “I” e “C”, Turismo 5000 (Omega e Opala), Super Fórmula, Fusca Velocidade e Super Chevy “A” e “B”. O evento teve o patrocínio da Militec-1, Pelikano, Toyota Barigui e Gasoline Car Repairs, o apoio da Só Carrão, Monster Energy, Alto Peças Kobber, Alvo Plotagens e CSM Comércio, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

– Grids de largada –

Durante as Tomadas de tempos, os cinco primeiros por categoria foram: Super Chev “A”: 1.º) Cleverson Petrich, 1min01s897; 2.º) Hamilton Morsch, 1min02s593; 3.º) Pedro dos Santos, 1min03s421; 4.º) Fábio Aramis, 1min05s179; e 5.º) Celso Gabardo, 1min05s440. Super Chev “B”: 1.º) Júnior Fagundes, 1min06s728; 2.º) Edson Pilatti, 1min09s602; 3.º) Gabriel Ferreira, 1min12s087; 4.º) Brendon Gabardo, 1min12s211; e 5.º) Roberto Minatoia Jr, 1min19s411. Turismo “C”: 1.º) Diego Lino, 1min04s358; 2.º) Leandro dos Santos, 1min08s619; 3.º) Richardson Andrade, 1min08s928; e 4.º) Christian/Joel Pampuch, 1min12s296. Novatos “I”: 1.º) Denizard dos Santos, 1min05s248; 2.º) Geovane Ciesielski, 1min06s452; 3.º) Antonio de Carvalho, 1min06s916; 4.º) Wilson Kavulhuka, 1min07s233; e 5.º) Norival Kavilhuka, 1min07s306. Marcas “A”: 1.º) Leonardo Kovalski, 58s467; 2.º) Jean Gans, 59s163; 3.º) Alexandre Frankenberger, 59s800; e 4.º) Juca Lisboa, 1min05s370. Marcas “B”: 1.º) Ricardo Pamplona, 1min01s381; e 2.º) Wilson Kavilhuka, 1min02s117. Turismo 5000 Omega: 1.º) Marcelo Tatschi, 57s683; 2.º) José Carlos Franzoi, 58s152; 3.º) Paulo Stedle, 1min00s871; 3.º) Flávio Mendes, 1min01s926; e 4.º) Francesco Esposito Neto, 1min03s273. Turismo 5000 Opala: 1.º) Rui Chemin, 58s979; 2.º) Bernardo Kava, 1min00s564; 3.º) Brendon Zonta Gabardo, 1min01s477; e 4.º) José Meirelles, 1min03s234. Super Fórmula: 1.º) Alisson Marçal, 1min02s472; 2.º) Rafael/Rogério Schuhli, 1min02s295; e 3.º) Arthur Coletti, 1min21s789. Fusca Cross “A”: 1.º) Nickolas Lima, 1min05s430; e 2.º) Carlos Jr Sabugo, 1min05s537. Fusca Cross: 1.º) Alexandre, 1min07s913; 2.º) Marcos de Melo, 1min10s693; 3.º) Jorge Luiz, 1min13s222; e 4.º) Maycon Nishiba, 1min15s848.

– Super Chev “A” –

Reunindo 12 carros em seu grid, a categoria Super Chev “A” foi para a primeira corrida, com a promessa de bons pegas e muitas ultrapassagens. O pole position Cleverson Petrich manteve a liderança da largada, seguido de perto nas primeiras voltas por Hamilton Morch, Pedro dos Santos, Celso Gabardo e Dario Ribeiro. A “briga” pela liderança da prova foi muito boa entre Cleverson e Hamilton, do início ao fim da corrida. Após 20 voltas, a vitória na Super Chevy “A” foi de Cleverson Petrich, com o tempo total de 21min02s747, com Hamilton Morch em segundo, a 0s440, Pedro dos Santos em terceiro, a 36s926, Celso Gabardo em quarto, a 48s554, e, Fábio Aramis em quinto, a uma volta.

Cleverson Petrich largou na pole position da segunda corrida da Super Chevy “A”, onde se manteve até a bandeirada final, seguido de Hamilton Morsch, Celso Gabardo, Fábio Aramis, Dário Ribeiro e Rogério Torres. Mas a disputa foi boa entre Cleverson e Hamilton durante toda a prova. Ao fim de 12 voltas, a vitória na Super Chevy “A” foi de Cleverson Petrich, com tempo total de 12min48s503, seguido de Hamilton Morch, a 0s645, Celso Gabardo, a 19s850, Fábio Aramis, a 35s523, e, Dário Ribeiro, a 35s822. A volta mais rápida das corridas disputadas foi de Hamilton Morsch, na 20.ª passagem da primeira prova, com tempo de 1min01s455, à média de 97,828 km/h. Final: Super Chevy “A”: 1.º) Cleverson Petrich, 41 pontos; 2.º) Hamilton Morsch, 30; 3.º) Celso Gabardo, 22; 4.º) Fábio Aramis, 18; e 5.º) Dário Ribeiro, 14.

– Super Chev “B” –

Contando com 13 carros em seu grid, a categoria Super Chev “B” foi para a primeira corrida com bons pegas pelas primeiras posições. O pole position Júnior Fagundes manteve a liderança da largada e passou a abrir vantagem para os demais, comprovando a sua boa fase nas duas últimas etapas. Mas a “briga” foi boa entre Edson Pilatti, Brendon Gabardo e Gabriel Ferreira pela segunda posição. Depois de 11 voltas, a vitória na Super Chevy “B” foi de Júnior Fagundes (Chaveirinho), com o tempo total de 15min17s025, tendo Brendon Gabardo em segundo, a 6s586, Edson Pilatti em terceiro, a 8s140, Gabriel Ferreira em quarto, a 8s481, e, Dorival do Valle em quinto, a 27s336.

Júnior Fagundes (Chaveirinho) largou também na pole position da segunda corrida da Super Chevy “B”, e venceu mais uma vez de ponta a ponta. Na disputa pela segunda posição, mais uma vez o “pega” foi bom entre Edson Pilatti e Brendon Gabardo até a última volta. Ao fim de 10 voltas, a vitória na Super Chevy “B” foi de Júnior Fagundes, com tempo total de 10min57s374, seguido de Brendon Gabardo, a 4s758, Edson Pilatti, a 6s355, Gabriel Ferreira, a 23s254, e, Douglas Torres, 57s094. Júnior Fagundes marcou ainda a volta mais rápida das corridas disputadas, na 4.ª passagem da segunda prova, com tempo de 1min04s262, à média de 93,555 km/h. Final: Super Chevy “B”:1.º) Júnior Fagundes (Chaveirinho), 41 pontos; 2.º) Brendon Zonta Gabardo, 30; 3.º) Edson Pilatti, 24; 4.º) Gabriel Ferreira, 20; e 5.º) Douglas Torres e Dorival/Daniel do Valle, 14.

– Turismo “C”/Novatos “I” –

Na primeira prova das categorias Turismo “C”/Novatos “I”, com nove participantes, o pole position Diego Lino manteve a liderança na largada, onde se manteve até a bandeirada final, seguido de perto por Geovane Ciesielski, Wilson Kavilhuka e Antonio de Carvalho nas primeiras voltas. Norival Kavilhuka teve problemas e abandonou na terceira volta, enquanto Denizard dos Santos também quebrou e abandonou com 11 voltas. Ao fim de 16 voltas, a vitória na Geral e na categoria Turismo 1600 “C” foi de Diego Lino, com tempo total de 18min42s695, vindo em segundo Leandro dos Santos, a 17s178, em terceiro Richardson Andrade, a 23s935, e, em quarto Christian Pampuch, a duas voltas. Na Novatos “I”, a vitória foi de Geovane Ciesielski, com o tempo de 18min48s427, tendo Wilson Kavilhuka em segundo, a 7s748, e, Antonio de Carvalho em terceiro, a 8s034.

Largando novamente na pole position, Diego Lino faturou também a segunda prova da Turismo “C”/Novatos “I”, vencendo de ponta a ponta, sem dar chances a seus adversários. Dos cinco primeiros, Diego Lino, Geovane Ciesielski, Antonio de Carvalho e Leandro dos Santos terminaram na posição que largaram e Denizard dos Santos superou Joel Pampuch na nona volta assumindo o quinto lugar. Após 12 voltas, a vitória na Geral e na Turismo “C” foi de Diego Lino, com tempo de 12min32s406, com Leandro dos Santos em segundo, a 22s264, Joel Pampuch em terceiro, a 33s936, e, Richardson Andrade em quarto, a 41s839. Na Novatos “I”, a vitória foi de Geovane Ciesielski, com tempo de 12min49s359, seguido de Antonio de Carvalho, a 4s447, e, Denizard dos Santos, a 5s642. A volta mais rápida das provas disputadas foi de Geovane Ciesielski, na 10.ª passagem da primeira prova, com tempo de 1min00s228, à média de 99,821 km/h. Final: Turismo “C”: 1.º) Diego Lino, 41 pontos; 2.º) Leandro dos Santos, 3o; 3.º) Christian/Joel Pampuch, 22; e, 4.º) Richardson Andrade, 22. Novatos “I”: 1.º) Geovane Ciesielski, 41; 2.º) Antonio de Carvalho, 27; 3.º) Wilson Kavilhuka, 15; e,4.º) Denizard dos Santos, 13.

– Marcas –

Os seis participantes das categorias Marcas “A” e “B” foram para a primeira bateria às 13h59 de domingo, com a promessa de belas disputas na principal categoria da Velocidade na Terra. O pole position Leonardo Kovalski manteve a liderança na largada e venceu de ponta a ponta, depois de boa disputa com Jean Gans pela primeira posição. Após 16 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi de Leonardo Kovalski, com tempo de 15min56s997, com Jean Gans em segundo, a 10s692. Juca Lisboa abandonou com duas voltas e Alexandre Frankenberger com 10 voltas. Na Marcas “B” a vitória foi de Ricardo Pamplona, com tempo de 16min43s499, e, Wilson Kavilhuka em segundo, a 5s850.

Na segunda bateria das categorias Marcas, as posições se mantiveram quase inalteradas do início ao fim, mas com mais um bom “duelo” entre Leonardo e Jean pela primeira posição. Depois de 12 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” foi novamente de Leonardo Kovalski, com tempo de 11min46s330, tendo Jean Gans em segundo, a 2s454, Juca Lisboa em terceiro, a 13s832, e, Alexandre Frankenberger em quarto, a 24s629. Na Marcas “B” a vitória foi de Ricardo Pamplona, com o tempo de 12min31s729. Jean Gans marcou a volta mais rápida das baterias disputadas, na 11.ª passagem da segunda corrida, com tempo de 57s790, à média de 104,032 km/h. Final: Marcas “A”: 1.º) Leonardo Kovalski, 41 pontos; 2.º) Jean Gans, 30; 3.º) Juca Lisboa, 12; e 4.º) Alexandre Frankenberger, 10. Marcas “B”: 1.º) Ricardo Pamplona, 41; e 2.º) Wilson Kavilhuka, 15.

– Turismo 5000 –

Mais uma vez as categorias Turismo 5000 deram show na pista, com os Omegas (6) e Opalas (3), os mais rápidos de todas as categorias, fazendo duas belas corridas. A primeira corridafoi realizada às 13h22 do domingo, com o Omega de Marcelo Tatsch largando na frente e vencendo de ponta a ponta, mas recebendo uma pressão no início de José Carlos Franzoi e Bernardo Kava. O Opala de Chemin e o Omega de Francesco Espositto Neto tiveram problemas e nem largaram na primeira corrida. Ao fim de 16 voltas, a vitória foi de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 15min46s890, seguido de José Carlos Franzoi, a 47s688, Paulo Stelle, a 1min02s010, Flávio Mendes, a uma volta, e, José Meirelles, a uma volta. Na categoria Opala a vitória foi de Bernardo Kava, com tempo de 16min48s231, com Brendon Gabardo em segundo, a 1s415.

Na segunda corrida da Turismo 5000, Marcelo Tatsch manteve a liderança na largada da prova, sofrendo pressão de José Carlos Franzoi no início, mas depois passou a abrir vantagem para os demais participantes. O Omega de Francesco Espositto Neto e o Opala de Chemin, com problemas técnicos, mais uma vez não completaram uma volta. O Opala de Brendon Gabardo teve problemas e abandonou a corrida com nove voltas completadas. Depois de 12 voltas, nova vitória de Marcelo Tatsch, na Geral e na categoria Omega, com o tempo de 11min31s809, tendo José Carlos Franzoi em segundo, a 31s316, Paulo Stelle em terceiro, a 47s457, Flávio Mendes em quarto a uma volta, e, José Meirelles em quinto, a uma volta. Na categoria Opala nova vitória de Bernardo Kava, com tempo de 12min19s211, seguido de Brendon Gabardo, a três voltas. A volta mais rápida das provas realizadas foi de Marcelo Tatsch, na 6.ª passagem da segunda corrida, com o tempo de 57s079, à média de 105,328 km/h. Final: Omega: 1.º) Marcelo Tatsch, 41 pontos; 2.º) José Carlos Franzoi, 30; 3.º) Paulo Stelle, 24; 4.º) Flávio Mendes, 20; e 5.º) José Meirelles, 16. Opala: 1.º) Bernardo Kava, 40 pontos; 2.º) Brendon Zonta Gabardo, 30; e 3.º) Chemin, 1.

– Fusca Velocidade/Super Fórmula –

E as categorias Fusca Velocidade e Super Fórmula andaram juntas, com 11 participantes, também realizando duas belas corridas. A primeira corrida foi realizada às 10h58 do domingo, com Rafael Schuhli largando na pole-position e mantendo a posição, seguido de perto por Alisson Marçal e Rogério Schuhli. Luiz Camargo que largou em terceiro teve problemas na primeira volta, caindo para as últimas posições. Arthur Colette abandonou na terceira volta, Alexandre e Carlos Sabugo na sexta volta, e, Jorge Luiz parou na sétima volta. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Rafael Shuhli, na Geral e na categoria Super Fórmula, com o tempo de 15min33s117, seguido de Alisson Marçal, a 0s636, Rogério Schuhli, a 35s409, e, Luiz Camargo, a uma volta. Na Fusca Velocidade a vitória foi de Nickolas Lima, com tempo de 16min09s201, com Marcos de Melo em segundo, a 28s924, e, Maycon Nishiba em terceiro, a uma volta.

Na segunda corrida da Fusca Velocidade e Super Fórmula, Rafael Schuhli manteve a liderança na largada e travou uma disputa acirrada com Alisson Marçal, que o ultrapassou na última volta e o “pega” seguiu até a bandeirada final. Destaque para a corrida de Luiz Camargo, que largou em quinto e chegou em terceiro lugar. Depois de 12 voltas, a vitória foi de Alisson Marçal, na Gerale na Super Fórmula, com o tempo de 12min55s883, tendo Rafael Schuhli em segundo, a 3s362, Luiz Camargo em terceiro, a 19s180, Rogério Schuhli em quarto, a 52s894, e, Arthur Coletti em quinto, a duas voltas. Na categoria Fusca Velocidade a vitória foi de Nickolas Lima, com 11 voltas no tempo de 12min58s061, seguido de Carlos Sabugo, a 19s179, Alexandre, a 39s011, Marcos de Melo, a 56s423, Maycon Nishiba, a uma volta, e, Jorge Luiz, a uma volta. Alisson Marçal marcou volta mais rápida das provas realizadas, na 7.ª passagem da primeira corrida, com o tempo de 58s935, à média de 102,011 km/h. Final: Super Fórmula: 1.º) Alisson Marçal, 36 pontos; 2.º) Rafael Shuhli, 35; 3.º) Luiz Camargo, 22; 4.º) Rogério Schuhli, 22; e 5.º) Arthur Coletti, 8. Fusca Velocidade “A”: 1.º) Nickolas Lima, 41 pontos; e 2.º) Carlos Sabugo, 15. Fusca Velocidade Light: 1.º) Marcos de Melo, 35 pontos; 2.º) Maycon Nishiba, 27; 3.º) Alexandre, 21; e 4.º) Jorge Luiz, 10. A quarta etapa do Metropolitano de Velocidade na Terra de São José dos Pinhais está marcada para os dias 21 e 22 de setembro.