Piloto fez dez corridas de F-4 e obteve nove top 4, sendo quatro vitórias.

Graças a oportunidade dada por dois pilotos e empresários, Alberto Otazú (Bianchi Automóveis/AVSP/Rolley Ball/No Fire Services/Cardoso Funilaria e Pintura/Ecoposte/Imab/SM Renovadora de Veículos) já fez dez corridas da categoria F-4 do kartismo, no campeonato da Associação de Kart Amador de São Paulo (Akasp). E até agora ele terminou nove delas entre os quatro primeiros, sendo quatro vitórias. Nesta quarta-feira (14/8), a partir das 21h30 no Kartódromo Granja Viana, em Cotia (SP), o jovem piloto disputará a última etapa do terceiro turno, onde ocupa a quarta colocação.

“Preciso vencer esta etapa. E não é apenas para terminar o turno entre os três primeiros. É uma questão de sobrevivência na categoria, no campeonato”, avisa Alberto Otazú.

Alberto Otazú começou a correr na categoria da F-4 da Akasp a convite do experiente piloto Sandro Ferraris, com quem dividiu o Mega/Honda por oito provas, a partir da terceira etapa do segundo turno, em maio, e alcançou as três primeiras vitórias. Depois, o piloto Hélio Bianchi foi viajar no finalzinho de julho, e confiou o seu kart à Otazú, que já estreou o novo equipamento com vitória, e na etapa passada terminou em quarto.

“Como o Hélio (Bianchi) deverá voltar para o seu kart na semana que vem, não sei como será a minha continuidade na Akasp. Para que surja outra oportunidade para correr com F-4, com o Sandro (Ferraris), com o Hélio, ou mesmo com outro parceiro, preciso vencer esta última etapa, para mostrar meu esforço, meu talento, minha abnegação pela excelência de resultados”, acredita Otazú, que necessita de patrocínios e apoios para a continuidade de sua carreira.

A liderança do terceiro turno da Akasp é de Carlos Santana, com 149 pontos, oito de vantagem sobre Alexandre Albino. Em terceiro está a dupla Emílio de Bisceglie/Bruno Biondo, com 139 pontos, apenas um ponto de folga sobre as duplas Hélio Bianchi/Alberto Otazú e Eder Ayres/Giovani Bondança, que estão empatadas em quarto.

“A matemática é simples. Se eu vencer, termino o turno entre os três primeiros. Sei que não será nada fácil, pois além dos pilotos muito experientes e rápidos, já que nove pilotos diferentes venceram na temporada, tem gente com pneus em melhores condições do que os meus. Mas vamos pra cima, vamos batalhar pela primeira posição”, completou Otazú, o segundo maior vencedor (quatro vitórias) da temporada, e com apenas 10 participações em 23 corridas realizadas. O maior vencedor é Bruno Biondo, com sete triunfos. Alexandre Albino e Carlos Santana tem três vitórias cada um, Gabriel Chinellatto tem duas, e Hélio Bianchi, Giovani Bondança, Otávio Lotfi e Ademir Junior venceram uma vez em 2019.

Confira a classificação do terceiro turno da F-4 da Akasp depois de sete etapas: 1) Carlos Santana, 149; 2) Alexandre Albino, 141; 3) Emílio de Bisceglie/Bruno Biondo, 139; 4) Hélio Bianchi/Alberto Otazú; Eder Ayres/Giovani Bondança, 138; 6) Arnaldo Biondo e Bruno Biondo, 121; 7) Otávio Lotfi, 112; 8) Sandro Ferraris/Alberto Otazú, 109; 9) Sérgio Gonçalves/Dilson ‘Sadan’ Sucupira, 96; 10) Walter Vignati, 72.