Campeonato de longa duração começou em grande estilo em Portugal, com jogo de estratégia do início ao fim da prova e ultrapassagem pela vitória a três voltas da bandeirada.

A Porsche Império Endurance Series começou em grande estilo no Estoril. Ao término das 72 voltas à vitória ficou com a dupla do carro #31, liderada pelo primeiro campeão de endurance da história do campeonato de corridas de longa duração com os carros de corrida mais produzidos no planeta: Alan Hellmeister.

Foi à primeira corrida de Hellmeister desde um sério acidente sofrido em Monza no ano passado. A corrida foi marcada por diversas possibilidades de estratégia, o que apimentou a disputa do início ao fim. Antes da trigésima volta foram três intervenções do safety-car e depois a prova teve 50 voltas de bandeira verde.

Prevaleceram os carros que apostaram na estratégia de fazer os pit-stops obrigatórios no início, quando a corrida foi mais picotada por bandeiras amarelas.

Na largada, o pole Werner Neugebauer se segurou na liderança, à frente de Pedrinho Aguiar e Daniel Schneider, enquanto Miguel Paludo, que havia largado em segundo, perdeu quatro posições. Na primeira curva, houve um contato entre os carros #31 e #81, o que causou a primeira intervenção do safety car.

Imediatamente, a ampla maioria dos pilotos entrou nos boxes para o primeiro pit stop, onde Luca Seripieri fez pit stop mais curto. O restante do pelotão fez o primeiro pit stop mais longo, de seis minutos.

Com 15 minutos de prova, os líderes eram Seripieri e Hellmeister. Com meia hora de corrida, a ordem dos primeiros era Schneider, Barros, Lara, Hellmeister e Mello, todos com uma parada. Duas voltas depois, Schneider entrou nos boxes para dar o lugar a Nelsinho Piquet. Piquet assumiu a liderança na abertura da volta 50. Faltando 20 voltas para a bandeirada, Piquet, Cacá e Átila ocupavam os três primeiros lugares. Com duas horas de prova, Cacá Bueno liderava seguido por Paulo Pinheiro, Alan Hellmeister, Guilherme Salas e Miguel Paludo. Bueno foi aos boxes na abertura da volta 64, e Hellmeister passou à liderança depois de superar Pinheiro.

Nas últimas cinco voltas, Hellmeister. No fim, Hellmeister conquistou uma grande vitória um ano após quebrar as pernas num grave acidente em Monza. “É muito emocionante. Eu não imaginava que conseguiria voltar. Obviamente nós sempre queremos ganhando, fizemos um trabalho muito forte. Tive uma grande equipe atrás de mim, desde familiares, fisioterapeutas e o Dener. Ele foi a primeira pessoa que falou comigo e me disse que, caso eu voltasse a correr, seria na Porsche. Eu voltei e estou muito feliz”, disse Hellmeister. “Quero agradecer o apoio da Maza Tintas, que acreditou nesse meu retorno as pistas, depois de um ano de muito trabalho de recuperação”, finalizou.

Resultado – 300km do Estoril

#31 Luca Seripieri e Alan Hellmeister* – 72 voltas em 2:24:23.105
#20 Pedro Aguiar e Guilherme Salas, a 34.677
#7 Miguel Paludo e Beto Gresse, 50.972
#33 Daniel Schneider e Nelson Piquet Jr, a 1:26.791
#53 Rodolfo Toni e Danilo Dirani*, a 1:32.633
#10 Adalberto Baptista e Bruno Baptista*, a 1:41.945
#18 Carlos Ambrósio e Dennis Dirani*, a 1 volta
#88 Eduardo Azevedo e Ricardo Mauricio, a 1 volta
#5 Sylvio de Barros e Cacá Bueno*, a 1 volta
#1 Werner Neugebauer e Ricardo Zonta, a 1 volta
#27 Ricardo Baptista e Lucas di Grassi, a 1 volta
#15 Leonardo Sanchez e Átila Abreu*(3.8), a 2 voltas
#45 Paulo Totaro e Renan Guerra*(3.8), a 2 voltas
#99 Zeca Feffer e Cesar Ramos*(3.8), a 2 voltas
#81 Marcel Coletta e Gil Farah*, a 2 voltas
#77 Chico Horta e William Freire* (3.8), a 2 voltas
#26 Cesar Urnhani e Nelsinho Marcondes**(3.8), a 3 voltas
#145 Carlos Renaux e Sergio Jimenez*, a 3 voltas
#50 Ramon Alcaraz e Marcio Mauro**(3.8), a 3 voltas
#911 Pedro Marreiros e Paulo Pinheiro*(3.8), a 4 voltas
#00 Marcelo Tomasoni e Felipe Baptista (3.8), a 4 voltas
#85 Eduardo Menossi e Pedro Costa**(3.8), a 4 voltas
#83 Marco Billi e Maurizio Billi**(3.8), a 4 voltas
#777 Neto e Costa**, a 4 voltas
#3 Fran Lara e Nonô Figueiredo* (3.8), a 8 voltas
#73 Enzo Elias e Marcelo Franco*, a 12 voltas
#19 Tom Filho e Rodrigo Mello**, a 15 voltas
#87 Nelson Monteiro e Matheus Iorio* (3.8), a 18 voltas
#71 Sang Ho Kim e Gerogios Frangulis**(3.8), a 31 voltas
*GT3 Cup

**Sport

 

Campeonatos

4.0 Carrera

Alan Hellmeister, 68 pontos
Luca Seripieri, 68
Pedro Aguiar, 61
Guilherme Salas, 61
Miguel Paludo, 55
Beto Gresse, 55
Daniel Schneider, 50
Nelson Piquet Jr., 50
Rodolfo Toni, 45
Danilo Dirani, 45
Adalberto Baptista, 40
Bruno Baptista, 40
Carlos Ambrósio, 36
Dennis Dirani, 36
Eduardo Azevedo, 33
Ricardo Maurício, 33
Sylvio de Barros, 29
Cacá Bueno, 29
Werner Neugebauer, 26
Ricardo Zonta, 26
Ricardo Baptista, 24
Lucas di Grassi, 24
Marcel Coletta, 22
Gil Farah, 22
Carlos Renaux, 20
Sérgio Jimenez, 20
Neto, 18
Costa, 18
Enzo Elias, 16
Marcelo Franco, 16
Tom Filho, 14
Rodrigo Mello, 14
4.0 GT3

Alan Hellmeister, 72 pontos
Luca Seripieri, 72
Rodolfo Toni, 60
Danilo Dirani, 60
Adalberto Baptista, 48
Bruno Baptista, 48
Carlos Ambrósio, 42
Dennis Dirani, 42
Sylvio de Barros, 36
Cacá Bueno, 36
Marcel Coletta, 30
Gil Farah, 30
Carlos Renaux, 24
Sérgio Jimenez, 24
Neto, 18
Costa, 18
Enzo Elias, 12
Marcelo Franco, 12
Tom Filho, 6
Rodrigo Mello, 6