Xandy e Xandinho Negrão (Foto: Bruno Terena)

Xandy e Xandinho Negrão (Foto: Bruno Terena)

Dois pódios, na geral e na GT3, e pontos importantes para o campeonato mantiveram a dupla de pai e filho na ponta da tabela.

O menor circuito do calendário da temporada 2019 do Império Endurance Brasil, o Velopark, localizado na cidade de Nova Santa Rita (RS) sediou neste sábado a quarta etapa do campeonato, onde trinta carros deram um show de ultrapassagens.

O objetivo dos pilotos, pai e filho,  Xandy e Xandinho Negrão era manter a liderança, e conseguiram depois de três horas de prova. Eles fecharam a etapa com a terceira colocação geral e a segunda posição na categoria GT3. A soma dos pontos manteve a dupla da equipe Scuderia 111 na ponta da tabela.

A bordo da Mercedes AMG #09 eles somam 310 pontos na geral e 400 pontos na GT3. “Na prova a gente conseguiu abrir no começo, mas tiveram algumas intervenções do safety car e como isso foge das nossas mãos, acabou que juntou de novo os carros, e tirou nossa vantagem, mas corrida é assim mesmo, bom demais, e conseguimos concluir mantendo a liderança”, disse Xandy Negrão explicando um momento da prova em que estavam com voltas a frente dos adversários.

“Conseguimos manter um bom resultado e a liderança do campeonato, já a corrida foi um pouco confusa de novo, muito safety car o que acabou atrapalhando a gente, também não sei se conseguiríamos manter a ponta da GT3. Tivemos um roda quebrada também e fiquei um pouco com medo de abusar das zebras, fui mais conservador na guiada depois disso, mas foi bom, estamos líderes, foi ótimo”, explicou Xandinho.

A dupla volta a acelerar na quinta etapa do campeonato que esta marcado para o dia 07 de setembro com as Quatro Horas de Interlagos, em São Paulo.

Confira o resultado das 3 horas do Velopark:
1º) 113 – Pedro Queirolo/David Muffato (AJR, P1), 170 voltas em 3:00:12.587
2º)   8 – Guilherme Figueiroa/Julio Campos (MercedesAMG , GT3), a 1 volta
3º)   9 – Xandy Negrão/Xandinho Negrão (MercedesAMG , GT3), a 2 voltas
4º) 55 – Marcel Visconde/Ricardo Mauricio (Porsche , GT3), a 3 voltas
5º) 19 – Chico Longo/Marcos Gomes (Ferrari488 , GT3), a 3 voltas
6º) 65 – Nilson Ribeiro/Jose Ribeiro (AJR , P1), a 4 voltas
7º) 555 – Enzo Bortoletto/Renan Guerra (Ginetta , GT4), a 10 voltas
8º)   3 – Alexandre Auler/Leandro Romera (MercedesAMG , GT4), a 12 voltas
9º) 72 – Carlos Antunes/Yuri Antunes (MRX , P3), a 13 voltas
10º) 75 – H.Assunção/F.Fortes/E.Padron (MRX , P3), a 14 voltas
11º) 22 – Leandro Ferrari/Sergio Jimenez (MercedesAMG , GT4), a 14 voltas
12º) 63 – Sergio Ribas/Guilherme Ribas (AstonMartin , GT3), a 15 voltas
13º) 56 – Gustavo Simon/Rafael Simon (MRX , P3), a 16 voltas
14º) 89 – Matheus Stumpf/Renato Stumpf (RadicalSR3 , P3), a 19 voltas
15º) 16 – Esio Vichesi/Vinicius Kwong (Ginetta , GT4), a 19 voltas
16º) 18 – Fernando Poeta/Beto Giacomello (Lambo , GT3 L), a 19 voltas
17º) 64 – Henry Visconde/Rafael Biancini (Audi A3TCR , GT4L), a 24 voltas
18º) 155 – Ricardo Mendes/Tom Filho (Ferrari458 , GT3 L), a 25 voltas
19º) 32 – Mauro Kern/Paulo Sousa (MCRTubarão , P2), a 25 voltas
20º) 20 – W.Ebrahim/F.Ebrahim/P.Aguiar (GinettaG57 , P1), a 28 voltas
21º)   7 – Aldoir Sette/Franco Pasquale (Protótipo7 , P3), a 31 voltas
22º) 14 – Junior Victorette/Marcelo Karam (CLA 45AMG , GT4L), a 40 voltas
23º) 175 – H.Assunção/L.Floss/E.Padron (AJR , P1), a 52 voltas
24º) 80 – Alexandre Finardi/Rafael Suzuki (AJR , P1), a 55 voltas
25º) 34 – Mario Marcondes/Ricardo Haag (MRX , P4), a 63 voltas
26º) 37 – Stuart Turvey/Renato Turelli (ProtótipoKTT , P2), a 80 voltas
27º) 44 – Ruben Ghisleni/Guastavo Frey (MRX , P3), a 105 voltas
28º)   5 – T.De Andrade/J.Martini/A.Toso (AJR , P1), a 110 voltas
29º) 25 – Ney Faustini/Ney Sa Faustini (Geebee , P2), a 115 voltas
30º) 88 – Vicente Orige/Tarso Marques/G.Martins (AJR , P1), a 120 voltas