Piloto brasileiro ficou “encaixotado” entre carros que se tocaram ainda na primeira volta no Canadá; na sequência da corrida, Leist imprimiu bom ritmo com carro da AJ Foyt na etapa canadense da Indy.

A expectativa de lutar por um bom resultado em Toronto acabou ainda na primeira volta para Matheus Leist nesse domingo na Indy. Tudo por conta de um acidente entre Will Power e Graham Rahal na curva 8. Com os carros dos adversários parados no meio do caminho, Leist precisou frear em cima dos outros pilotos para evitar um acidente maior.

Quando o piloto gaúcho conseguiu colocar o carro da AJ Foyt de volta na disputa, ele já estava uma volta atrás do líder e mesmo assim imprimiu um ritmo consistente ao longo da prova. Leist chegou a ser o quinto carro mais rápido na pista, fechando a prova em 19º lugar.

“Foi uma pena ter ficado preso ali na primeira volta após uma batida entre outros pilotos. O nosso ritmo na prova foi bom na sequência da corrida, bem melhor do que mostramos no classificatório, mas já era tarde demais para brigar pelo menos entre os 15 primeiros. Agora vamos pensar em Iowa na semana que vem”, diz Leist.

Campeão da F3 Inglesa em 2016, Leist faz sua segunda temporada completa com a AJ Foyt na Indy após o sucesso na Indy Lights com três vitórias em 2017. Nesta temporada, o piloto gaúcho foi destaque no mês de maio com um quarto lugar sob chuva no GP de Indianápolis.

A etapa de Iowa será realizada no próximo sábado, sendo este justamente um dos circuitos que Leist conquistou vitória na Indy Lights.