Fabio Ebrahim e Marcello Cesquim

Fábio Ebrahim registrou a melhor volta no primeiro dia de treinos cronometrados do Mercedes-Benz Grand Challenge

Fez diferença a experiência do paranaense Fábio Ebrahim no circuito de Curitiba. O piloto da casa foi o mais veloz no primeiro dia de atividades cronometradas do Mercedes-Benz Grand Challenge. Foram três sessões realizadas nesta sexta-feira (20). “Hoje tivemos a oportunidade de realmente trabalhar em cima do carro e testar alguns ajustes. Colocamos pneus novos no final, criamos um bom acerto durante o dia e por isso conseguimos o melhor tempo”, comemorou Fábio Ebrahim.

Na opinião do piloto, o tempo de volta foi a recompensa inicial pelo trabalho do fim de semana. “Tivemos algumas dificuldades no início, mas depois de trabalhar a noite toda agora estamos em melhor forma. O carro é bem gostoso, ele tem umas particularidades que exigem tentar trabalhar junto com a eletrônica e ver como ele se comporta para virar bons tempos. Caso contrário, não tem jeito. Não adianta tentar pilotar como você quer, é preciso uma adaptação”, falou Fábio Ebrahim.

O domínio paranaense ficou completo com a segunda posição da dupla formada por pai e filho, João Campos e Márcio Campos. “O Márcio fez o melhor tempo no primeiro treino, ele vem sendo mais rápido do que eu constantemente, o que é muito legal. Acredito que a dupla está bem afinada e estamos muito confiantes para amanhã, já que não passamos pneus”, destacou João Campos, que volta ao automobilismo depois de conquistar cinco títulos na Pick Up Racing.

Neto De Nigris, ex-piloto da Stock Car, também está de volta ao esporte a motor pelo Mercedes-Benz Grand Challenge. E em ótima forma: foi o terceiro em Curitiba. “Eu estou gostando muito, o carro é confortável e bom de pilotar. Não temos muito o que mexer nele além de cambagem, pegar a mão do câmbio automático e do freio e treinar bastante. Acredito que teremos um bom fim de semana, mas para isso precisamos treinar bem amanhã”, analisou Neto De Nigris.

A programação do Mercedes-Benz Grand Challenge prossegue neste sábado (21) com a tomada de tempo e a primeira corrida da história da categoria marcada para 13h30.

OS TEMPOS DO MERCEDES-BENZ GRAND CHALLENGE
1º – 33 – Fábio Ebrahim/Marcello Cesquim – 1m34s435
2º – 31 – João Campos/Márcio Campos – 1m34s561
3º – 11 – Neto De Nigris – 1m34s745
4º – 7 – Abramo Mazzochi – 1m34s959
5º – 17 – Marcello Sant’Anna – 1m35s069
6º – 55 – Roberto Santos – 1m35s485
7º – 77 – Arnaldo Diniz Filho – 1m35s613
8º – 6 – Beto Rossi/Rodney Felício – 1m35s828
9º – 16 – Marcelo Hahn – 1m36s251
10º – 88 – José Fernando Amorim Jr. – 1m36s274
11º – 15 – Caíto Vianna/Marcelo Rodriguez – 1m36s352
12º – 12 – Leo De Nigris – 1m36s357
13º – 76 – Eduardo Marçon – 1m36s497
14º – 8 – Fábio Delamuta – 1m36s710
15º – 21 – Peter Michael Gottschalk – 1m36s996
16º – 105 – Vanuê Faria – 1m37s007
17º – 13 – Alexandre Zaninotto/Cristiano Fumagalli – 1m37s094
18º – 66 – Carlos Alberto da Fonseca/Otávio Mesquita – 1m37s196
19º – 44 – Cesare Marrucci – 1m37s583
20º – 111 – Zizi Paioli/Gottschalk Junior – 1m38s703
21º – 24 – Michael Bamberg/Marcelo Maiolli – 1m41s085
22º – 18 – Edson Gandolfi/Alexandre Schmid – 1m43s866