Daniel Serra, André Negrão e Felipe Fraga (Foto: José Mário Dias)

Daniel Serra, André Negrão e Felipe Fraga
(Foto: José Mário Dias)

Daniel Serra, André Negrão e o estreante Felipe Fraga venceram nas categorias LMGTE-Pro, LMP2 e LMGTE-Am.

O último domingo (16) foi histórico para o automobilismo brasileiro. Daniel Serra e André Negrão venceram pela segunda vez as 24 Horas de Le Mans, uma das mais tradicionais provas do automobilismo mundial. O estreante Felipe Fraga não deixou por menos e também faturou a vitória na classe LMGTE-AM.

Daniel Serra, atual bicampeão da Stock Car, faturou sua segunda vitória na prova. O piloto paulista competiu pela equipe AF Corse da Ferrari e dividiu o carro # 51 com o britânico James Calado e o italiano Alessandro Pier Guidi. O trio vencedor disputou a corrida pela classe LMGTE-Pro.

Outro brasileiro que ganhou pela segunda vez em Le Mans foi André Negrão. Vencedor em 2018, ele repetiu o feito ao lado de Pierre Thiriet e Nicolas Lapierre com o protótipo da Signatech Allpine #36. Além do triunfo, o trio confirmou o título da divisão LMP2.

Já Felipe Fraga completou a trinca de vitórias brasileiras na pista francesa. Conduzindo o Ford GT #85 da equipe Keating Motorsports ao lado de Ben Keating e Jeroen Bleekemolen, na classe LMGTE-AM, o campeão da Stock Car de 2016 fez história ao se tornar o mais jovem brasileiro a triunfar em Le Mans.

Rodrigo Baptista também obteve destaque na corrida. O brasileiro estreou na prova mais importante do Endurance mundial com a terceira colocação na classe GTE-Am, pela equipe JMW. A tripulação da Ferrari #84 contou com o americano Jeffrey Segal e o canadense Wei Lu.

Bruno Senna, Augusto Farfus e Pipo Derani também representaram o Brasil e terminaram em 4°, 30° e 42°, respectivamente, no geral.

“O feito do último domingo foi histórico para o automobilismo brasileiro e mostra a força do nosso esporte internacionalmente. São três títulos internacionais em um único dia. Quero parabenizar a todos os pilotos por essa grande conquista”, disse Waldner Bernado, o Dadai, presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo.

*Atualização: Na inspeção, foi constatada uma irregularidade no carro de Felipe Fraga. Toda a tripulação do carro #85 foi desclassificada da prova.

Fonte: CBA (http://www.cba.org.br/noticias/noticiasinfo/1304/24-horas-de-le-mans-brasileiros-triunfaram-em-tres-categorias-diferentes-em-uma-das-mais-tradicionais-provas-do-automobilismo-mundial)