Rodrigo Baptista (Foto: Jay Liu)

Rodrigo Baptista (Foto: Jay Liu)

Numa prova com quatro brasileiros levando troféu para casa, piloto da JMW Motorsport ajuda a levar Ferrari #84 a uma posição no top 3.

Na edição das 24 Horas de Le Mans com o melhor desempenho do Brasil, com três vitórias em quatro categorias e quatro pódios no total, Rodrigo Baptista estreou na prova mais importante do Endurance mundial com a terceira colocação na classe GTE-Am e em 34º no geral, pela equipe JMW. A tripulação da Ferrari #84, que ainda contou com o americano Jeffrey Segal e o canadense Wei Lu, completou 334 voltas e acabou a 1m29 do trio vencedor, que tinha como um dos participantes o brasileiro Felipe Fraga.

Segal conduziu o carro #84 nos dois primeiros stints de corrida, e o entregou para Baptista na sétima colocação, com duas horas de prova. Com um bom ritmo de corrida e na dança dos pit stops, Rodrigo chegou a estar em segundo e cedeu o carro a Lu em terceiro.

Ainda de dia, o safety car entrou na pista em duas oportunidades após acidentes, e o pelotão foi reagrupado. Lu seguiu em terceiro após a bandeira verde com tranquilidade. Depois de mais um safety car, Lu deixou o carro #84 na volta 85 quando estava em segundo lugar.

Com Segal de novo ao volante, a tripulação chegou a um terço de corrida ainda na batalha pela liderança e descontando a diferença em relação ao ponteiro. Numa mudança de estratégia, a equipe colocou Lu na pista para duelar contra o piloto bronze da tripulação líder, mas logo depois o cino-canadense deu uma escapada.

Na volta 142, Baptista voltou à pista no lugar de Lu, em quarto na categoria e 43º no geral. Depois de um novo safety car, a tripulação caiu para sexto, mas, depois da metade da corrida, Rodrigo já era o quarto, com um ritmo melhor do que o dos ponteiros. O brasileiro levou o carro #84 ao terceiro lugar e o devolveu a Segal com 13h30 de prova.

O americano vinha para assumir a segunda colocação, mas um período de full course yellow foi prejudicial e Baptista reassumiu o carro em terceiro. Com os melhores tempos da classe, o brasileiro manteve a posição, mas, com 17 horas de prova, a equipe trocou as pastilhas de freios. Rodrigo cedeu lugar a Lu ainda em terceiro lugar.

Com o terceiro lugar da tripulação praticamente consolidado, coube a Baptista, que aliás foi bastante elogiado pela transmissão internacional da prova, encerrar a participação da Ferrari #84. Com tranquilidade, o brasileiro conduziu o carro com segurança rumo à linha de chegada para garantir seu primeiro pódio na prova de longa duração mais tradicional e conhecida do automobilismo mundial.
O que disse Rodrigo Baptista:

“É muito emocionante, pela quantidade de pilotos e sendo a minha primeira vez aqui. Foi muito cansativo, mas conseguir um pódio logo na estreia é muito bom. O time todo está de parabéns. Talvez tivéssemos um ritmo para brigar pela vitória, mas numa corrida longa, nunca sabemos. Fizemos o que pudemos, e o terceiro está mais do que bom.”
Resultado da prova:

1º J.Bleekemolen/B.Keating/F. Fraga – 334 voltas
2º J.Bergmeister/P.Lindsey/E. Perfetti – a 44s943
3º R.Baptista/ J.Segal/W.Lu – a 1m29s127
4º T.Vilander/C.Macneil/R.Smith – a uma volta
5º M.Campbell/C.Ried/J.Andlauer – a duas voltas