Primeiro campeão mundial da Fórmula E destaca o trabalho da Panasonic Jaguar Racing para desenvolver o carro #3.

Após duas corridas complicadas, Nelsinho Piquet desembarca na China para o ePrix em Sanya disposto a deixar para trás a maré de azar.

A FIA Fórmula E volta à China continental, mesmo país onde realizou sua primeira corrida, em 2014. Aquela temporada história foi conquistada pelo piloto brasiliense -que havia sido o último a ingressar no grid da categoria, perdendo metade da pré-temporada.

Naquela jornada, quando todos os carros eram idênticos e todas as pistas inéditas, Piquet Jr costumava se beneficiar pelo fato de apresentar uma rápida adaptação aos novos traçados. É justamente nisso que ele se escora para buscar figurar entre os mais rápidos desde o primeiro treino livre em Sanya.

A temporada 5 da Fórmula E é a primeira dos carros da geração 2, em que as provas têm 45 minutos mais uma volta de duração e as corridas não têm pit-stop para troca de carro como acontecia antes. Imprevisível, a temporada registrou cinco vencedores, por cinco times diferentes, nas cinco corridas realizadas até o momento.

O ePrix de Sanya acontece na madrugada do dia 23 (sábado), com largada programada para 3h30 pelo horário de Brasília e transmissão ao vivo pelos canais FoxSports.

 

O que ele disse:

“Para o ePrix de Sanya a gente quer sair dessa maré de azar. Precisamos voltar a marcar pontos e com a pista nova tenho novamente a chance de dar aquele pulo do gato no início, como fazia na temporada em que fomos campeões. No simulador, parecia uma pista boa, mas a condição real só teremos quando andarmos no shakedown. O time tem feito um bom trabalho para aprimorar o carro, especialmente em condição de quali, e vamos buscar um fim de semana positivo para voltar a marcar pontos”

Nelsinho Piquet