Sergipano teve semana de evolução constante e beirou o top-20 em meio a um grid de quase 70 pilotos em sua nova categoria na abertura da temporada de competições na Europa.

O início da temporada europeia teve saldo positivo para Gui Figueiredo. No último fim de semana (22 a 24 de fevereiro), o sergipano disputou a segunda etapa do WSK Super Master Series, em Lonato, na Itália. Num circuito onde ele tem um bom histórico, com vitória e pódio em 2018, o desafio de Guilherme desta vez foi a estreia na categoria OK – que é a principal no kartismo e o último passo dos pilotos antes da transição para os carros, e na qual alguns dos adversários já são profissionais do kart.

Perante a esse cenário, o objetivo de Figueiredo era acumular a maior quilometragem possível para adaptação ao novo equipamento, e somar bons resultados. Pelo segundo ano consecutivo, Gui corre pela equipe de fábrica da Kart Republic, uma das mais importantes da Europa, e a continuidade do trabalho tem sido muito importante.

Desde os primeiros treinos na quarta-feira, o piloto de 14 anos comprovou sua velocidade. Na sexta-feira, foi realizada a tomada de tempos, na qual Guilherme ficou no top-15 de seu grupo e em 30º na classificação geral entre os 65 pilotos participantes. A partir daí, os pilotos foram divididos em cinco grupos para as baterias classificatórias.

Nestas corridas, Gui conseguiu evoluir de forma constante, brigando por posições próximas do top-10. Na soma dos resultados, o sergipano garantiu a 15ª posição no grid de largada da pré-final e fez uma bela corrida, completando as 17 voltas em 8º lugar, e assim classificou-se para a grande final, que reuniu apenas os 34 melhores.

Na final, a disputa ficou ainda mais intensa, e Guilherme teve mais dificuldades para avançar, mas o piloto concluiu a prova na 21ª posição, e ressaltou a competitividade e o fato de ter completado todas as voltas durante a etapa inteira, o que é um ponto positivo neste início de novo trabalho.

Na segunda-feira, Gui permaneceu na pista, onde participou de um dia de treinos com os mesmos pneus que serão utilizados nas outras competições ao longo do ano. O próximo compromisso de Figueiredo nas pistas será uma etapa do Campeonato Francês entre 6 e 7 de abril, em Angerville, que serve de preparação para a primeira etapa do Campeonato Europeu de Kart, que será realizado na mesma pista, duas semanas depois (20 e 21 de abril).

Guilherme Figueiredo tem o apoio de Banese Card, Maratá e Banese Corretora de Seguros.

Gui Figueiredo:

“O balanço da minha estreia na categoria OK foi muito positivo. Foi ótimo estar novamente com toda a equipe KR, e consegui evoluir a cada vez que ia para a pista. Foi muito importante fazer corridas limpas, completar todas as voltas, pois essa quilometragem é fundamental para o trabalho ao longo da temporada. Agora, vou focar na minha preparação física no Brasil, pois essa é uma categoria mais exigente, e voltar em abril para o Campeonato Europeu visando bons resultados desde o início”.