Valdeno Brito (Foto: Rodrigo Guimarães)

Valdeno Brito (Foto: Rodrigo Guimarães)

Piloto paraibano será companheiro de equipe de Julio Campos na próxima temporada.

Primeiro campeão da história da Corrida do Milhão, em 2008, e dono de oito vitórias na Stock Car, o paraibano Valdeno Brito trará velocidade e experiência para a equipe Prati-Donaduzzi a partir da próxima temporada. Ele está confirmado como companheiro de equipe do paranaense Julio Campos para 2019.

“Quando você avalia o currículo do Valdeno dentro e fora da Stock Car, sabe que está falando de um dos melhores pilotos do País, um cara muito capaz de contribuir no objetivo da Prati-Donaduzzi de reencontrar vitórias e brigar pelo título no ano que vem”, comenta o chefe de equipe Rodolpho Mattheis.

Embora seja a primeira vez que defenderá as cores da Prati-Donaduzzi, Valdeno já é um rosto bastante conhecido dentro da estrutura da Mattheis, onde correu por cinco temporadas e alcançou seis de suas oito vitórias (incluindo a histórica conquista na Corrida do Milhão de 2008, no autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro).

“O entrosamento que tenho com o Rodolpho e com a equipe Mattheis e a seriedade com que a Prati-Donaduzzi conduz o projeto da Stock Car foram os fatores que pesaram bastante para eu aceitar o convite. Estou muito feliz de fazer parte deste grupo e determinado a buscar novas vitórias em um time extremamente competitivo”, afirma Valdeno.

Foi pela estrutura de Rodolpho Mattheis que Valdeno estabeleceu um recorde do atual sistema de rodadas duplas da Stock Car, quando conseguiu vencer a primeira prova e terminar em segundo na outra, na etapa de Cascavel, em 2015.

Nascido em Campina Grande, Valdeno Brito tem 44 anos de idade e é o único nordestino no grid da Stock Car. Apelidado de ‘Expresso da Paraíba’, foi bicampeão brasileiro de Gran Turismo em 2010 e 2011 e disputou o Blancpain GT Series na Europa entre 2014 e 2015.

Além das oito vitórias e oito pole positions, possui um total de 30 pódios na Stock Car.

CONFIRA TODOS OS PÓDIOS DE VALDENO NA STOCK

2005 Curitiba, 3º
2005 Brasília, 3º
2005 Tarumã, 2º
2006 Interlagos, 3º
2006 Tarumã, 2º
2007 Londrina, 2º
2007 Interlagos, 2º
2008 Curitiba, 3º
2008 Santa Cruz do Sul, 2º
2008 Jacarepaguá, 1º
2009 Curitiba, 1º
2010 Santa Cruz do Sul, 2º
2011 Brasília, 1º
2012 Curitiba, 1º
2012 Cascavel, 1º
2013 Interlagos, 2º
2013 Ribeirão Preto, 3º
2014 Interlagos, 2º
2014 Santa Cruz do Sul, 1º
2014 Cascavel, 2º
2014 Curitiba, 2º
2015 Santa Cruz do Sul, 1º
2015 Cascavel, 1º
2015 Cascavel, 2º
2016 Velopark, 2º
2016 Goiânia, 3º
2016 Interlagos, 3º
2016 Londrina, 2º
2016 Goiânia, 3º
2017 Velopark, 2º