Piloto da equipe Prati-Donaduzzi tem boas chances de terminar o campeonato entre os três melhores.

A última etapa da Stock Car 2018 será disputada no autódromo de Interlagos, em São Paulo, no dia 9 de dezembro. Será um fim de semana decisivo para o piloto Julio Campos, da equipe Prati-Donaduzzi, que está na briga pela terceira posição no campeonato (os dois primeiros, Daniel Serra e Felipe Fraga, disputam o título e não podem mais ser alcançados).

“Estamos chegando à final vindo de uma temporada na qual fomos muito regulares, sempre figurando entre os primeiros. Nossa meta agora é a mais ambiciosa possível: fechar com o Julio entre os três melhores do campeonato. Pra isso, trabalhamos muito em cima da confiabilidade dos carros e treinamentos de pit stop”, destaca o chefe da equipe Rodolpho Mattheis.

Julio reforça o objetivo de ficar entre os três primeiros. “Foi uma temporada muito boa, superamos nosso primeiro objetivo, que era o de ficar entre os cinco melhores. Agora, já estamos falando em top 3. Em Interlagos, vamos brigar com o Max [Wilson] o Rubens [Barrichello], mas estamos preparados”, fala Julio, quinto colocado na tabela de pontos.

0s2 que serão decisivos

Nas últimas etapas, o carro de Julio Campos tem sido muito competitivo no treino classificatório, tanto que ele tem a sétima melhor média de largada do ano. Mas o grande desafio é encontrar um acerto para brigar pela vitória na etapa de Interlagos. “Acredito que vamos chegar muito competitivos para final”, avalia Rodolpho Mattheis.

“Estamos lapidando nosso acerto, que desenvolvemos durante toda a temporada. Temos que melhorar o ritmo de corrida em 0s2 para brigarmos por uma vitória na etapa e esse é o foco”, conclui. Além da disputa entre os pilotos, a Prati-Donaduzzi também está de olho na classificação do campeonato de equipes.

Por isso, aposta em um bom desempenho de Antonio Pizzonia, companheiro de equipe de Julio. “Contamos com uma boa performance do Pizzonia para buscarmos o top 4 de equipes. Queremos fechar esse ciclo com o melhor resultado dele no ano”, finaliza Rodolpho. A briga direta da Prati-Donaduzzi é com os times da Cimed Racing Team e Full Time Sports.