Equipe trabalha em mudanças no carro para estar disputando entre os ponteiros no inicio do campeonato.

O protótipo Sigma P1, pilotado pelo paulista Jindra Kraucher e gaúcho Felipe Bertuol, irá passar por novas mudanças visando a temporada 2019. Peso, novo conjunto de asas e simulações de fluidodinâmica serão modificados e estudados para trazer mais desenvolvimento para o carro.

O projeto, dos engenheiros Evandro Flesch e Pedro Fetter foi fabricado em Araricá, no Rio Grande do Sul, conta com motor Audi 8 cilindros turbo de 600 HP preparado por José Staudt.  “Não participamos das últimas duas etapas pois decidimos modificar o carro visando o campeonato 2019. O objetivo é acompanhar o ritmo dos ponteiros sem apelar para maior pressão de turbo no motor”, explicou o engenheiro Pedro Fetter.

O protótipo que começou a ser desenhado em 2014, com conceito da LMP1, teve a proposta inicial sem utilizar câmbio, mas foi repensado para estreiar na etapa da Endurance Brasil em Santa Cruz do Sul, onde fecharam a prova com a sexta posição na categoria P1 e na décima oitava colocação na geral.

A prova trouxe informações importantes para a equipe. “Estamos fazendo um novo conjunto de asas dianteira e traseira e aliviando peso do carro para melhorar a durabilidade dos pneus e reduzir o consumo de combustível em regime de prova e só voltaremos aos testes no início do ano que vem”, ressaltou ainda Fetter.

Para o desenvolvimento do carro, a Sigma ainda conta com um servidor próprio de altíssimo desempenho para simulações de fluidodinâmica computacional, onde a equipe conta com grande experiência no uso desta ferramenta de projeto.

O campeonato ainda não tem calendário definido. A Equipe Sigma tem apoio da Fueltech – Empresa de alta tecnologia em sistema de injeções eletrônicas programáveis.