Trio formado por Emílio Padron, Fernando Fortes e Cesar Ramos vence no aniversário de 140 anos de Santa Cruz do Sul, a quinta etapa do campeonato.

Foi uma dupla estreia na simpática cidade de Santa Cruz do Sul (RS), que comemorou seus 140 anos e recebeu a quinta etapa da Endurance Brasil. Em uma prova de três horas de duração, na pista o novíssimo AJR #11, comandado por Emílio Padron e Fernando Fortes, ganhou o reforço do experiente piloto gaúcho Cesar Ramos. Toda essa combinação deu a vitória já na estreia do protótipo da JLM Racing.

Vitória do AJR #11
(Bruno Terena/MS2)

Na pista o que se viu foi mais um show de um grid de 29 carros, formado por estrelas do automobilismo brasileiro como: Ricardo Maurício e Marcel Visconde, atuais campeões da categoria; Daniel Serra com Chico Longo, Xandinho e Xandy Negrão, o pole Sérgio Jimenez com Oswaldo Scheer, Julio Campos com Guilherme Figueiroa, David Muffato, Vicente Orige e Carlos Kray.

Foto: Bruno Terena

Foto: Bruno Terena

Logo na largada Padron tomou a liderança da prova em uma ultrapassagem em cima de Scheer e abriu uma boa vantagem, quem também fez uma grande largada foi o líder do campeonato Xandy Negrão, que pulou para a terceira posição após largar na sétima posição.

Daí pra frente Padron imprimiu um forte ritmo na liderança até na primeira janela para entregar ao Fortes, que fez a segunda parte da prova. Enquanto isso, um dos favoritos na prova o AJR #26 de Scheer e Jimenez abandonou a competição, outro AJR – o #65 – de Nilson e José Ribeiro também ficou pelo caminho, depois de ocupar as primeiras posições da prova, ocasionando a entrada do safety car. Neste momento o piloto do AJR #11 travou um belo duelo pela primeira posição com Xandinho Negrão, com o piloto da Mercedes AMG GT3 #09 assumindo a ponta da tabela de classificação.

Na segunda janela Ramos assumiu o comando do AJR #11 e Xandy Negrão o da Mercedes e mais uma vez os dois protagonizaram belas disputas na pista, com o piloto gaúcho conseguindo a ultrapassagem rumo à vitória. “Fiquei muito feliz com a estreia já com vitória. Fiquei muito feliz com o convite sempre conversava com o Juliano (Moro) e tinha vontade de guiar dessa vez deu certo. Agradeço muito a Emílio e ao Fernando que me deram essa possibilidade de parceria. O carro é muito parecido com um fórmula e me lembrou muito o tempo que corria nesses carros, bem diferente do Stock Car, por exemplo. Peguei um carro numa posição muito confortável, pois tanto o Emílio, quanto o Fortes, fizeram dois stints perfeitos, então peguei o carro em uma posição muito confortável. Então era levar o carro até o final cuidando,  poupando equipamento e tendo paciência para ultrapassar o retardatários com segurança. Deu tudo certo e fiquei muito feliz com o final de semana”, destacou Ramos.

Xandy e Xandinho Negrão se mantém na liderança com 545 pontos, 40 de vantagem em relação ao segundo colocado Chico Longo. “Foi um final de semana muito bom. Conseguimos subir no pódio por duas vezes, tanto na geral, em segundo, quanto na categoria GT3 onde vencemos. Toda a equipe vem desenvolvendo um ótimo trabalho e nos dando um carro competitivo e ao mesmo tempo confortável para guiar essas corridas longas”, comentou Xandy.

A terceira colocação ficou com Maurício e Visconde, que com a Porsche 911 #70 fizeram uma prova de muita regularidade. Com um grid de 29 carros, a prova foi finalizada após 123 voltas. A próxima etapa da Endurance Brasil esta marcada para o dia 27 de outubro no circuito do Velopark, em Nova Santa Rita, no Rio Grande do Sul.

Homenagem a Alan Hellmeister

Na torcida pelo pronto restabelecimento do piloto Alan Hellmeister, que sofreu um grave acidente no último domingo na etapa do GT Open, em Monza, na Itália, a Mercedes AMG GT3 #08 de Guilherme Figueiroa, que formaria dupla com Hellmeister, tinha em suas portas estampadas #ForçaHellmeister. A Endurance Brasil também torce para que logo o piloto esteja conosco na pista!

Resultado Final

1º. Emílio Padron, Fernando Fortes e Cesar Ramos – AJR #11 (JLM Racing)

2º. Xandy e Xandinho Negrão – Mercedes AMG GT3 #09 (Scuderia 111)

3º. Marcel Visconde e Ricardo Maurício – Porsche 911 #70 (Stuttgart Motorsport0

4º. Chico Longo e Daniel Serra – Lamborghini Huracan #19 (Via Italia/TMG Racing)

5º. Ian Ely e Daniel Claudino – MCR #71 (Ely Claudino Motorsports)

6º. Claudio Ricci, Fernando Poeta e Beto Giacomello – MCR Lambo #18 (Mottin Racing)

7º. Peter Ferter e Ricardo Mendes – Ferrari #155 (New Holland Racing)

8º. Henrique Assunção, Emílio Padron, Fernando Fortes e Fernando Ohashi – MRX #75 (Satti Racing)

9º. Aldoir Sette e Jansen Bueno – Protótipo #07 (Sette Racing)

10º. Sergio Ribas e Guilherme Ribas – Aston Martin #63 (MC Tubarão)

Vencedores por categoria

P1 – Emílio Padron, Fernando Fortes e Cesar Ramos – AJR #11

GT3 – Xandy e Xandinho Negrão – Mercedes AMG GT3 #09

P2 – Emílio Padron, Fernando Fortes, Fernando Ohashi e Henrique Assunção – MRX #75

P3 – Gustavo Simon e Rafael Simon – MRX #56

GT4 – Arthur Caleffi – Mercedes CLA AMG #20