Os pilotos da equipe curitibana Lupatini Motorsport/Mig Motorsport (Titania/Pelicano)fizeram boas corridas na segunda etapa do Metropolitano de Curitiba, no fim de semana (5 e 6/5), noAutódromo Internacional de Curitiba (AIC), situado em Pinhais (PR). Pilotando o Gol n.º 27, preparado pela equipe Mig Motorsport, Felipe Lobo e Rômulo Molinari conquistaram o segundo lugar na categoria Turismo 1.6 “I”. Já o Gol n.º 32, com o piloto Antonio Carvalho ficou em sexto lugar na categoria Turismo 1.6 “I”. E fazendo sua estreia em pista de asfalto e na equipe, Brendon Zonta Gabardo (Condor) fez dois 10.º lugares, na categoria Terra Marcas “A”.

Pilotando o Gol n.º 27, Felipe Lobo e Rômulo Molinari (Titania/Pelikano) tiveram problemas com o carro e não participaram do Treino Classificatório da categoria, largando da última posição, em 20.º lugar na Geral. Na primeira corrida, o piloto Rômulo Molinari não largou bem e perdeu uma posição, mas no decorrer da prova foi evoluindo e foi se recuperando e concluiu a prova em quarto lugar na Turismo 1.6 “I”. “Esse fim de semana começou difícil para nós, com problemas no carro que nos tirou do treino classificatório. Mas na corrida conseguimos nos recuperar”, disse Rômulo Molinari. Para a segunda corrida, assumiu o comando do carro Felipe Lobo, que mais experiente fez boa largada com pista molhada e ganhando posições na Geral a cada volta disputada. Concluiu a prova em sétimo lugar na Geral e em primeiro lugar na categoria Turismo 1.6 “I”, depois de largar da 17.ª posição. “Nosso carro melhorou muito para as corridas e mesmo com pista molhada, consegui imprimir um bom ritmo de prova. No início, quando chovia um pouco mais forte consegui fazer várias ultrapassagens, saindo do pelotão intermediário, o que me ajudou a chegar em primeiro na categoria na bandeirada final”, declarou Felipe Lobo (Titania/Pelikano).

Já piloto Antonio Carvalho (Titania/Pelikano) vinha bem na etapa, largando da quarta posição na categoria. Na primeira corrida, largou da 17.ª posição do grid e perdeu algumas posições na primeira volta, chegou a se recuperar ganhando três posições, mas quebrou o trambulador do carro na nona volta. Na segunda prova, foi para corrida de recuperação, largando da 17.ª posição e chegou a estar na 10.ª posição na Geral e primeiro na categoria, na terceira volta. Mas teve problemas com a pista molhada, saindo da pista duas vezes e concluiu a prova em 20.º lugar na Geral e sexto naTurismo 1.6 “I”. E o estreante Brendon Zonta Gabardo (Condor), da equipe Lupatini Motorsport,evoluiu muito em sua primeira corrida. Chegou a melhorar 10 segundos durante os treinos livres. Naprimeira corrida, largou em 22.º e chegou em 30.º na Geral. Mas se recuperou na segunda corrida,quando largou da 30.ª posição e concluiu a prova em 20.º lugar, ficando em décimo lugar na categoria.

– Resultados –

Somados os pontos das duas provas disputadas na segunda etapa, o resultado final da categoriaTurismo 1.6 “I” no Metropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2018, foi o seguinte: 1.º) José Pederneiras, 32 pontos; 2.º) Felipe Lobo/Rômulo Molinari, 30; 3.º) Geison Tureck/Carlos Jr, 25; 4.º) Karl Raucher, 20; 5.º) Gedson Gonçalves, 15; e em 6.º) Antonio Carvalho, 6. A terceira etapa doMetropolitano de Curitiba de Velocidade no Asfalto 2018 está marcada para os dias 23 e 24 de junho, no AIC, válida também pela segunda etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2018.