Com a necessidade de documentação específica, organizadores pedem que interessados se apressem. Disputa será de 1 a 5 de junho

São Paulo (SP), 06/05/11 - Com a proximidade do final do prazo de inscrições para o Rallye 1000 Milhas Históricas, marcado para o dia 20 de maio, às 18h, o MG Club do Brasil, organizador da disputa, alerta para os documentos necessários para a participação na competição. Piloto, navegador e carro devem estar em ordem para a disputa, inclusive o passaporte FIVA (Federação Internacional de Veículos Antigos), que é obrigatório e deverá ser apresentado no dia da vistoria. A largada, no dia 2 de junho, e a chegada, no dia 5 de junho, do Rallye 1000 Milhas Históricas Brasileiras serão no Shopping Iguatemi, na capital paulista. Serão cerca de 1.700 km por três estados.

As inscrições terão limite em 75 carros e os interessados podem confirmar presença no MG Club do Brasil, pelo e-mails secretariamg@terra.com.br ou mgcbr@mgcbr.com.br, ou pelo telefone (11) 3673-5065. A taxa é de R$ 1.500,00 por carro. A relação com os participantes será publicada no dia 23 de maio de 2011.

“É importante que todos façam a confirmação o mais rápido possível, evitando problemas de última hora. O passaporte é necessário, mas não será obrigatória a apresentação no momento da inscrição. Isso deverá ser feito na vistoria, no dia 1o de junho”, explica Luiz Cezar, diretor de prova.

Apesar do limite prévio de 75 carros, (50 mas 25%) todas as inscrições passarão por um julgamento da Diretoria Esportiva do MG Club do Brasil. As que não forem aceitas terão seu reembolso total providenciado de forma imediata, depois da publicação de todas as inscrições aceitas, em 23 de maio. O time concorrente inscrito declarará que o piloto e navegador ou co-piloto, são possuidores de carteira de habilitação válida, e que o veículo tem sua documentação em ordem e válida. Em complementação a carteira de motorista, pode (e não deve) ser apresentada habilitação válida para piloto de rali histórico emitida pela FIA (Regularity Rally Driving Permit) ou Carteira de Estreante de Rallye de Regularidade, expedida pela CBA-FIA.

A prova consiste um rali de regularidade com carros clássicos, seguindo as regras da FIVA-FIA, e médias controladas entre 50 e 80 km/h. Mercedes-Benz, BMW, MG, Rolls-Royce, Alpine, Citroen, Porsche, Volvo, Saab, Alfa-Romeo, Ferrari, Lamborghini, Maserati, Lancia, Jaguar, entre outros, participarão do evento. Todos os carros, com exceção dos convidados, deverão ter o passaporte FIVA (emitidos pela FBVA) ou documentos FIA.

Categorias e Classes

Serão cinco as categorias, relativas ao ano de construção de cada carro: Categoria C , 1919/1930; Categoria D, 1931/1945; Categoria E, 1946/1960; Categoria F, 1961/1970; e Categoria G, 1971/1980. Estas serão subdividias em classes: 1 – até 1300cc; 2 – de 1301cc a 2000cc; e 3 – superior a 2000cc. Será aplicada uma tabela de handicap e controlada por satélites com dois GPS.

Os participantes também serão divididos em classes. Master A, permitido acoplar um único equipamento que ajude na precisão do hodômetro e será penalizado em 10 pontos ao final do rali; Master B, aquele que utilizar cronômetro de mão, sem estar ligado ao veículo para a devida navegação, não será penalizado; Turística, permitido a veículos com data de fabricação até 31/12/80. Seus ocupantes não querem se submeter tecnicamente ao rali, contudo, seguirão o roteiro estipulado.

Etapas

A programação oficial começa no dia 1o de junho, com as verificações técnicas e documentais, entre 15h30 e 18h, seguido de Coquetel de boas-vindas. No dia seguinte começa a prova propriamente dita e as etapas são as seguintes:

1a Etapa, dia 2 de junho, 400km, São Paulo (SP)/Angra dos Reis (RJ)
2a Etapa, dia 3, 600km, Angra dos Reis (RJ)/Tiradentes(MG)
3a Etapa, dia 4, 600km, Tiradentes(MG)/Campos do Jordão (SP)
4a Etapa, dia 5, 170km, Campos do Jordão (SP)/São Paulo (SP)