Vencedor da Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé em 2010 é o mais rápido, até o momento, deste sábado (30/04)

O segundo treino livre para a Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé foi marcado pelo arrojo dos pilotos. Todos buscando o melhor acerto para a sessão classificatória que acontece logo mais às 15 horas, o mais rápido foi Will Power, da Penske, com 1min24s1509 – baixando em quase um segundo o melhor tempo da primeira sessão, conquistado por seu companheiro de equipe Ryan Briscoe – apenas o 11º no início desta tarde.

Simona de Silvestro, que sequer havia fechado uma volta na primeira sessão por causa de problemas com seu carro – ela chegou a parar na pista -, foi a grande surpresa com o carro da HVM e fez a segunda melhor marca, a apenas 0s08 de Power. Scott Dixon, Ryan Hunter-Reay, Dario Franchitti e Hélio Castroneves fecharam os seis primeiros. O piloto da Penske foi o melhor entre os brasileiros. Tony Kanaan fechou em 10º, enquanto Vitor Meira foi o 19º, uma posição à frente de Raphael Matos, enquanto Bia Figueiredo, que guia com uma proteção na mão direita ainda em recuperação de uma cirurgia, ficou na 25ª colocação.

Arrojo e também alguns excessos com escapadas e até batidas, casos de Takuma Sato e Ernesto Viso, ambos da KV. O japonês, buscando o limite, passou reto no ‘S do Samba’ na parte inicial da sessão a exemplo de Will Power, e o venezuelano bateu forte no final da Reta dos Bandeirantes, na Marginal Tietê, na freada para a Curva da Vitória.

Até o momento da interrupção do treino para a remoção do carro de Viso, Helio Castroneves detinha a melhor marca, com 1min25s053, e Sato surpreendia com a segunda colocação. Will Power, Ryan Briscoe e Tony Kanaan fechavam o top-5.

Na segunda parte do treino, logo após a bandeira verde, Simona de Silvestro e Vitor Meira se ‘estranharam’ na freada para o ‘S do Samba’, e o brasiliense reclamou da atitude da piloto suíça, gesticulando com a mão direita em reprovação. Outros buscavam o melhor ponto de freada e abusavam também das zebras, exemplos de Kanaan, Dixon, Castroneves, Sebastian Saavedra, Bia Figueiredo e Ryan Hunter-Reay, que deu duas escapadas.

O resultado da segunda sessão define e divide os dois grupos para a disputa do treino classificatório de logo mais às 15 horas. Os pilotos que terminaram em posições ímpares são os primeiros a irem à pista – a única exceção é o mais rápido, que pode escolher o momento de ir à pista -, e logo depois os que ficaram em colocações pares. Depois de 15 minutos para cada grupo, os seis melhores de cada se enfrentam em mais dez minutos de pista, e os seis primeiros do Q2 brigam pela pole na parte final.

Resultado do segundo treino livre:
1. Will Power (Team Penske) – 1min24s150
2. Simona de Silvestro (HVM Racing) – a 0s080
3. Scott Dixon (Chip Ganassi Racing) – a 0s151
4. Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport) – a 0s153
5. Dario FRanchitti (Chip Ganassi Racing) – a 0s243
6. Helio Castroneves (Team Penske) – a 0s287
7. JR Hildebrand (Panther Racing) – a 0s298
8. Sebastien Bourdais (Dale Coyne Racing) – a 0s305
9. Alex Tagliani (Sam Schmidt Motorsport) – a 0s358
10. Tony Kanaan (KV Racing Technology-Lotus) – a 0s361
11. Ryan Briscoe (Team Penske) – a 0s390
12. Danica Patrick (Andretti Autosport) – a 0s436
13. Mike Conway (Andretti Autosport) – a 0s438
14. Graham Rahal (Chip Ganassi Racing) – a 0s509
15. Oriol Servia (Newman/Haas Racing) – a 0s510
16. Marco Andretti (Andretti Autosport) – a 0s515
17. Justin Wilson (Dreyer & Reinbold Racing) – a 0s641
18. Takuma Sato (KV Racing Technology-Lotus) – a 0s693
19. Vitor Meira (A.J. Foyt Enterprises) – a 0s774
20. Raphael Matos (AFS Racing) – a 0s824
21. Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing) – a 1s051
22. Sebastian Saavedra (Conquest Racing) – a 1s231
23. James Jakes (Dale Coyne Racing) – a 1s243
24. James Hinchcliffe (Newman/Haas Racing) – a 1s456
25. Ana Beatriz (Ipiranga Dreyer & Reinbold Racing) – a 1s692
26. EJ Viso (KV Racing Technology-Lotus) – a 2s098