A terceira edição do Super Kart Brasil, denominada Troféu Gustavo Sondermann, foi disputada no último final de semana (22 e 23) no Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, zona sul de São Paulo. Pedro Cardoso (Omnicom | CCE Info | Lexmark | Sabiá Racing | Kart Mini | RBC) esteve presente e enfrentou diversos problemas, principalmente no que tange à clareza no regulamento da competição em sua categoria, a Super Cadete.

Após ter conquistado o segundo lugar no grid de largada na primeira tomada de tempos, disputada na sexta-feira (22), Pedro Cardoso acabou desclassificado por falta de peso. Segundo o Comissário Técnico, o regulamento determinava que o peso do conjunto kart / piloto na Super Cadete fosse de 113 quilos, mas a equipe de Cardoso seguia o que estava determinado no regulamento disponível no site do Super Kart Brasil, 110 quilos.

Largando em último, Pedro Cardoso terminou em sexto na primeira bateria, depois anulada pelos Comissários Desportivos. Na segunda bateria, largando outra vez de último, Pedro terminou em terceiro na pista, mas, beneficiado pela desclassificação de um concorrente, finalizou em segundo.

Na tomada de tempos do segundo dia de competições, Pedro Cardoso teve problemas técnicos e obteve apenas o 7º lugar para a terceira corrida e o 5º para a quarta. Após algumas pancadas dos adversários, que deixaram seu kart desalinhado, Pedro recebeu a bandeirada em 10º na terceira prova, mas ainda com chances matemáticas de disputar o título. Na quarta e última prova, Pedro Cardoso foi prejudicado por um toque que sofreu ainda na primeira curva. Ele perdeu várias posições, algumas delas recuperadas, e terminou em 6º na prova e em 4º no campeonato, apenas dois pontos atrás do vice-campeão. João Pedro Guim foi o campeão.

“Foi uma pena. Tudo que não podia acontecer, aconteceu”, lamenta Sérgio Cardoso, pai de Pedro. “O João Pedro Guim foi muito feliz nessa etapa do SKB. Além de muito rápido, contou com pouquíssimas situações de disputa, fruto dos acidentes com seus competidores mais fortes. Parabéns a ele e a sua equipe”, elogia Cardoso.

Dois regulamentos – Pedro Cardoso competiu utilizando-se do regulamento que previa 110 quilos para o conjunto kart / piloto e os organizadores usaram o que previa 113 quilos, o que gerou a desclassificação indevida na tomada de tempos. “Hoje ainda, terça-feira, constam no site do SKB os dois regulamentos, cada um com um peso diferente”, reclama Sérgio Cardoso.