Piloto do Rio Grande do Norte embarca nesta sexta-feira (22) para Londrina (PR), onde fará cinco dias de treinos com um carro de Fórmula Renault como preparação para a etapa de abertura do campeonato, nos dias 7 e 8 de maio, em Interlagos

O piloto potiguar Johilton Pavlak confirmou nesta quarta-feira (20) sua presença na temporada 2011 da Fórmula Future Fiat. No ano passado, quando estreou no automobilismo depois de uma carreira vitoriosa no kart, Johilton venceu uma corrida e São Paulo e figurou entre os candidatos ao título da competição. Entre os pilotos que não tinham experiência prévia em monopostos, ele foi o destaque do campeonato e, por esse motivo, nutre a ambição natural de disputar o título nesta temporada.

“Serei um dos veteranos deste ano e por isso a cobrança por resultados será naturalmente maior. Mas não quero que o fato de eu já ter vencido corridas na F-Future se torne um problema. Quero fazer disso uma vantagem neste ano, já que em 2010 fui um dos poucos pilotos do grid que estreou sem ter feito pré-temporada. Além de já ter um ano de experiência na categoria, planejamos uma série de treinos com um carro de Fórmula Renault, tudo para garantir as condições necessárias à disputa de bons resultados”, declarou Pavlak.

O piloto do Rio Grande do Norte embarca nesta sexta-feira (22) para Londrina, no Paraná, onde fará cinco dias de treinos no Autódromo Ayrton Senna. O circuito foi palco da segunda rodada da Fórmula Future em 2010, e rendeu dois pódios a Johilton. Com os resultados conquistados na ocasião, ele tornou-se o melhor estreante do início do campeonato, na quarta colocação, a apenas seis pontos da liderança. A primeira vitória viria apenas uma corrida depois, em Interlagos, durante a terceira rodada dupla do ano.

“Estou muito animado para o início da temporada, principalmente porque vamos começar o ano em São Paulo, a pista onde venci minha primeira corrida no automobilismo”, comentou o potiguar. “E para a temporada 2011 a proposta é treinar muito. Diferentemente do ano passado, quando fui para diversas corridas sem conhecer os autódromos, vamos treinar sempre nas pistas que receberão corridas da F-Future. Por isso vou a Londrina nesta semana. A opção natural seria Interlagos, mas treinar em São Paulo é sempre complicado pela falta de datas disponíveis na programação do autódromo, que recebe muitas competições ao mesmo tempo”, encerrou.