Duda garante segunda fila. Maluhy aposta na resistência

Ribeirão Preto, 16 de abril de 2011 – Calor raramente visto na história da categoria e um traçado com a trilha exata para ter boa aderência formaram uma combinação das mais críticas para quem enfrentou os 2.387 metros do circuito desta cidade, hoje, durante os treinos oficiais para a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car. A corrida acontece amanhã, com largada prevista para as 11 horas e transmissão ao vivo pela Rede Globo. Entre os 32 pilotos inscritos os representantes da equipe Officer ProGP mostraram um desempenho competitivo e consistente durante as três sessões de treino livre, quando nada menos de 13 bandeiras vermelhas foram esxibidas, consequencia de acidentes que interreporam o andamento dos trabalhos. Outra novidade deste fim de semana foi o sistema de classificação, onde os competidores entraram um a um na pista para completar duas voltas lançadas, entrada feita na ordem inversa da posição que ocupam no campeonato, motivo extra de tensão para Maluhy e Pamplona, que chegou a ocupar a pole provisória:

“Foi um verdadeiro sufoco ficar na pole provisória e ver meu tempo sendo melhordo por milésimos de segundo… Mas estou muito satisfeito com o resultado de hoje: meu carro está ótimo e eu também me sinto muito bem.”

Pamplona recordou que o acerto do seu carro está adequado ao traçado de Ribeirão Preto, onde as ultrapassagens são virtualmente impossíveis dada a largura da pista. Outro ponto importante é que aderencia da pista está bem melhor do que em 2010, o que tranquilizou Felipe Maluhy, que vai largar em 24º:

O asfalto daqui tem muito grip, porém como a pista junta muita sujeira. Por isso será importante se manter na trilha e evitar os toques, que certamente acontecerão e ter resistência para manter o mesmo ritmo durante os 50 minutos de corrida.”

Fábio Gaia, o diretor esportivo da Officer ProGP comentou que a consistência que o time baseado em Itaipava, na cidade de Petrópolis, demonstra este ano é um dado dos mais importantes:

“Estamos mostrando que a nossa filosofia de dedicação e foco é a mais orreta, mesmo num ambiente como o automobilismo, onde se trabalha sob forte pressão.”