Segundo o piloto da equipe Brasil Máquinas, a corrida de Ribeirão Preto (SP) deverá ser bastante movimentada

O piloto Tuka Rocha, da equipe Brasil Máquinas de Stock Car, faz neste domingo sua estreia em um circuito de rua na principal categoria do automobilismo brasileiro. Destaque em fórmulas internacionais como A1GP, Superleague e F-3000, o paulista faz em 2011 sua primeira temporada completa em carros de turismo.

Esta será a segunda experiência do piloto de 28 anos em um circuito de rua: em 2001, Tuka disputou uma prova válida pela F-3 Sul-Americana em Piriápolis, no Uruguai.

“Estou bastante ansioso para correr no circuito de Ribeirão Preto. Corri muito tempo atrás em um traçado urbano, e, mesmo assim, em um carro de fórmula, que tem visibilidade mais ampla. Será uma experiência nova em minha carreira, mas acredito que terei uma adaptação um pouco melhor, já que vou encarar esta etapa tendo acumulado boa quilometragem com o carro da Stock Car em Interlagos e Curitiba. Minha expectativa é obter um resultado melhor que nas últimas corridas”, diz Tuka.

O piloto da equipe Brasil Máquinas também acredita que a prova de Ribeirão Preto será bastante movimentada. Duas novidades marcam a etapa deste ano: uma alteração no circuito em relação ao traçado do ano passado (deixando a pista mais veloz e com maior chance de ultrapassagem) e a concentração de todos os treinos no sábado (a Stock Car não terá atividade de pista na sexta-feira, dia tradicional das sessões livres).

“Como sou um estreante, o fato de ter todos os treinos em um único dia é um tanto complicado. Afinal, um toque no guard rail pode significar até largar na última colocação, já que as sessões livres ocorrem pouco tempo antes da classificação. Por ser um circuito apertado, acredito que teremos muitas entradas do Safety Car, o que deixará a corrida bastante agitada. Outra coisa que dificultará a vida de nós, pilotos, é o fato de fazer bastante calor em Ribeirão nesta época do ano, o que deixará a temperatura do carro ainda maior, tornando a etapa uma verdadeira corrida de resistência”, completa Tuka Rocha.