Principais disputas aconteceram no pelotão intermediário

Stéphane Malle fez a pole e liderou praticamente de ponta a ponta na Granja Viana

A experiência de Stéphane Malle, mais conhecido pelos colegas como “Francês”, fez a diferença na primeira etapa da Copa Sabesp de Parakart de 2011. O piloto de 43 anos fez a pole e conquistou a vitória com certa tranquilidade neste sábado no Kartódromo Internacional da Granja Viana, em Cotia (SP).

Malle, que corria de kart antes de sofrer o acidente que tirou o movimento de suas pernas -chegou a enfrentar os futuros campeões da Fórmula 1 Michael Schumacher e Mika Hakkinen em um Mundial de Kart Júnior -, iniciou sua luta pelo título de 2011 com a pole position, conquistada nos momentos finais da classificação, e uma vitória dominante.

Na corrida, o “Francês” foi ameaçado apenas na largada, quando Rony Ederson o ultrapassou antes da primeira curva. Mas Malle logo retomou a liderança e deixou a briga entre Ederson e o campeão do ano passado – e um dos favoritos ao título -, Rafael Rodrigues. As 18 voltas, no entanto, não viram mudanças de posição entre os primeiros colocados, somente no pelotão intermediário.

Larguei um pouco mal, mas consegui passar o Rony logo depois, e aí ficou mais tranquilo. A única hora de tomar mais cuidado era para ultrapassar o pessoal que ficou para trás que, às vezes, não tem a mesma experiência da gente. Mas é só usar a prudência e ultrapassar com segurança“, disse Malle que agora é o principal alvo dos rivais.

Ainda temos oito etapas, estou na briga. Vim buscar o meu“, avisou Rony Ederson. Discurso semelhante teve Rafael Rodrigues, terceiro colocado: “Quando cheguei para brigar com o Rony, meu kart fez uns barulhos estranhos, e resolvi garantir o terceiro lugar. É ótimo, porque é necessário ser constante nesse campeonato.”

A etapa inaugural do Parakart ainda contou com a presença de Cleyton Pinteiro, presidente da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) e que homologou a categoria logo no início de sua gestão, em 2009:

Foi uma corrida maravilhosa. Se alguém assistir e não souber que os karts são adaptados, não irão perceber. A gente tem que cuidar bem desse pessoal, é preciso dar uma oportunidade para eles porque são exatamente como qualquer outra pessoa e merecem esse tratamento.”

Os organizadores do campeonato, Domingos “Mingo” Zamora e Neidyr Cury Filho, também demonstraram satisfação com os resultados:

Foi ‘dez’, foi ótimo começar o campeonato. Temos que agradecer à CBA e ao presidente, que veio aqui prestigiar o evento, e à Sabesp pelo apoio“, disse Mingo. “Tivemos muitos ‘pegas’ muitas disputas, sem ninguém se machucar, o que é o mais importante. Todos eles têm chances, ainda estamos no começo do campeonato“, completou Neidyr.

O Parakart tem apoio da Sabesp, empresa de economia mista que coordena o fornecimento de água, coleta e tratamento de esgotos de 366 municípios do Estado de São Paulo, e do próprio Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude.

Classificação final da primeira etapa da Copa Sabesp de Parakart:

1º Stéphane Malle, 18 voltas em 14min39s925

2º Rony Ederson, a 4s895

3º Rafael Rodrigues, a 9s252

4º Cláudio Portilho, a 25s168

5º José Pacheco, a 25s294

6º Tales Lombarde, a 25s847

7º Alexander Araújo, a 30s083

8º Romar Torres, a 33s409

9º Rodolfo Cano, a 39s458

10º João Carlos Diaz, a 46s333

11º Marcelo Lente, a 48s913

12º Yves Raphael, a 49s582

13º Mario Cristofoletti, a 1 volta

14º Paulo Galvão, a 1 volta

15º Hermes Oliveira, a 1 volta

16º Marcos Santos, a 1 volta

17º Eduardo Valencia, a 2 voltas

18º Andrés Lopez, a 3 voltas

Abandonos

19º Célio Tavares

20º Igor Guarita