Piloto terá como companhia o navegador Henrique Oliveira, que excepcionalmente nesta prova irá substituir Josi Koerich.

A temporada 2011 do rali Cross-country segue em ritmo acelerado, com a disputa na próxima semana do RN 1500, entre os dias 13 e 17 de abril. Após abrir o calendário com o pódio no Rally de Barretos, Helena Deyama está confiante para mais uma conquista, sendo que desta vez terá nova companhia em seu Mitsubishi L200, com a navegação de Henrique Oliveira. Joseane Koerich, sua companheira nas últimas provas, estará ao lado do irmão, o piloto Marlon Koerich, substituindo Deco Muniz, diretor de prova do rali.

Após ficar ausente do campeonato em 2010, Helena aposta em um rali extremamente difícil, e de alto nível para os competidores. “O RN é uma prova muito especial, está entre as melhores que temos no Brasil. Estou muito ansiosa para voltar a participar deste rali que é imperdível. O Klebinho (organizador) sabe fazer um verdadeiro cross-country, e a região de Natal e Seridó mesclam todos os tipos de piso possível, desde praias e Dunas, até trechos rápidos de piçarra e cascalho, a trechos técnicos travados com serras e trial”, explicou a experiente piloto.

Helena relembra também as duas experiências anteriores na prova. “Estreei no RN 1500 em 2008, a convite do Klebinho, e corri ao lado de um navegador potiguar muito experiente, o Henrique Oliveira. Foi uma excelente experiência, embora estreando num tipo de piso que não conhecia, aprendi muito com o Henrique, e conseguimos uma ótima classificação na categoria Super Production, subindo ao pódio, como vice-campeões, ao lado de feras como o campeão Riamburgo Ximenes. Em 2009, corri ao lado do Coelhinho, um navegador cearense, com muita experiência nesse tipo de prova, e conhecedor de pisos de areia”, explicou.

Helena Deyama

Com um longo histórico em participação no Rally dos Sertões, considerado um dos mais difíceis do mundo, Helena já tem preparada a estratégia para o que irá enfrentar no Rio Grande do Norte. “O RN é considerado um ‘mini Sertões’, portanto serve como treino e teste para preparar o carro e a equipe para o Sertões. Devemos adotar uma estratégia conservadora, por ser uma prova longa, e que exige muito do equipamento”, relatou.

Helena acredita que a parceria com Henrique Oliveira tem tudo para dar bons resultados. “Nesta prova excepcionalmente a dupla Helena e Josi não estará junta, a Josi vai andar com o irmão, Marlon, substituindo o Deco Muniz, que não pode competir por ser o diretor da prova. Mas ela estará bem representada pelo Henrique, que volta a navegar ao meu lado depois da boa experiência em 2008″, finalizou.

Texto | Silvana Grezzana Santos / Luciana Gomes