No segundo pódio da equipe Rsports Racing esteve Beto Rossi na terceira colocação e Victor Amorim assume a liderança do campeonato pela categoria C250. A próxima disputa será no dia 07 de setembro no Velopark.

“Uma corrida espetacular”, definiu Cristian Mohr, da equipe Rsports Racing, que comandou com excelência o Mercedes C250 Turbo de número 3. Na quinta etapa da Mercedes-Benz Challenge deste domingo (3), no Autódromo Internacional de Goiânia, o piloto de Blumenau (SC) apostou em estratégia arriscada e conquistou sua primeira vitória.

O piloto blumenauense Cristian Mohr (Max Mohr Grupo), em sua temporada de estreia na categoria, liderou as nove voltas finais. Partindo da segunda colocação, Cristian, perdeu três posições no início da prova, acabou ficando na parte suja do traçado e, com isso, acabou caindo para o 5º lugar. Determinado em fazer uma boa corrida e concentrado na estratégia traçada junto ao chefe de seu time, Leandro Romera o piloto seguiu com vistas no lugar mais alto do pódio.

Com um carro muito bem acertado Mohr logo passou a imprimir voltas rápidas e, assim, foi ganhando posições. A janela para as paradas de boxes obrigatórias foi aberta no décimo segundo giro. Em um trabalho rápido da equipe o piloto voltou para a pista na 2ª posição pela C250, mas atrás de seu companheiro de equipe Victor Amorim.

“Já estava batendo na trave essa vitória. Esta é uma confirmação da escolha acertada de competir nessa categoria, estou muito feliz!”, declarou Cristian Mohr, terceiro colocado na tabela do campeonato com 52 pontos.

Desde o primeiro treino o piloto Victor Amorim (#52/Serwal), esteve entre os mais velozes da pista e na corrida ficou à frente na C250 por várias voltas, concluindo em sexto. Com o quarto tempo o paulista largou no grid formado por 39 pilotos da categoria monomarca que está na sua quarta edição nacional e agora, após quatro etapas, é o líder no campeonato pela C250 com 78 pontos.

Beto Rossi (Divena) teve um fim de semana de grande atuação em Goiânia e garantiu com uma 7a. posição na geral entre os C250, fechou em terceiro no pódio dos pilotos da Máster (para mais de 49 anos). “Mais um pódio suado, segundo meu em Goiânia. Parti atrás no pelotão, não esperava chegar ao pódio. O campeonato está muito acirrado e embolado, por isso ainda tenho boas chances para o título na nossa categoria”, festejou o piloto paulista do carro #13.

Já pela AMG CLA Cup, Fernando Amorim Jr.( #88/Fiolux-Rsports Racing), largou da 13a. posição, manteve um ritmo constante e muito forte e chegou a 11a. posição, mas foi obrigado a desistir da prova nos últimos cinco minutos finais.

“Tivemos um final de semana muito bom aqui em Goiânia. Os nossos pilotos estiveram rápidos durante todo o tempo e a equipe se dedicou bastante. Estamos evoluindo muito e estou certo que teremos ainda melhores resultados nas próximas etapas”, comentou Leandro Romera, chefe da equipe Rsports Racing.

PRÊMIO E VISITA ESPECIAL NA ETAPA

Cristian também comemorou o resultado e recebeu das mãos de Felipe Massa o troféu de primeiro colocado. O piloto ainda, ganhou um prêmio especial na etapa que foi reservada para os ganhadores nas categorias CLA AMG CUP e C250 CUP.

Para o ganhador da CLA AMG CUP, o prêmio foi um capacete igual ao utilizado por Nico Rosberg, na temporada 2014 da Fórmula 1. Na C250, o prêmio será um capacete igual ao de Lewis Hamilton. As peças contém a assinatura de cada um do pilotos, que brigam pelo título de campeão da Fórmula 1, defendendo a equipe Mercedes.

“Estou em meu ano de estreia na categoria e já na quarta etapa consegui minha primeira vitória e o segundo pódio em Goiânia. O carro estava perfeito, nosso ritmo de prova era ótimo, sigo animado para a próxima etapa”, comentou o piloto de 32 anos.