Foto: Luciano Santos

Foto: Luciano Santos

A próxima etapa será no dia 27 de julho no Autódromo de Curitiba, em Pinhais (PR).

Os Mercedes da equipe Rsports Racing, de São Caetano do Sul, ‘voaram’ na estreia no Autódromo Internacional Ayrton Senna neste domingo, dia 08, em Goiânia (GO), palco da 2ª etapa da Mercedes-Benz Challenge. Dos quatro carros, três foram ao pódio com Fernando Amorim e Renan Guerra #88 em terceiro pela CLA AMG Cup, Cristian Mohr #3 na segunda posição na C250 Cup e Beto Rossi #13 na categoria Master. O mais jovem piloto e estreante do time, com 17 anos Victor Amorim #52 completou em quarto na C250 Cup.

A corrida que teve 27 voltas para os 39 carros do grid da segunda das oito da temporada. “Fizemos uma estratégia diferente das outras equipes, eu preferi largar, por causa da situação da pista que tem dificuldades de ultrapassagens, só cometendo algum erro mesmo. A ideia era ultrapassar no começo , administrar e abrir uma certa vantagem e foi o que ocorreu. Mas o que não contávamos era com um Safety Car, ainda mais aqui que tem bastante área de escape e sobrou para ele a situação de disputa mais complicada da corrida e acabou perdendo a posição, mas estamos encostados na tabela em busca do título”, complementou o paulista Renan Guerra (Fiolux).

Amorim assumiu o Mercedes CLA AMG 45 na segunda parte da corrida, durante a parada obrigatória regulamentar. “Foi uma corrida bem bacana, peguei o carro na liderança, estava abrindo do segundo naquele momento, quando houve uma confusão e entrada de Safety Car. Depois disso, encostou todo mundo e infelizmente a briga pela posição começou, sob pressão acabei errando e perdi na sequencia duas posições. Valeu, estamos há um ponto do líder do campeonato, a competição está bem equiparada. Quero parabenizar a equipe que nos deu um carro excelente”, declarou Fernando Amorim (Fiolux) de Campinas (SP).

Estreia no pódio da C250 Cup

Para Cristian Mohr foi uma alegria muito grande. “Nós estávamos demorando para decidir e concretizar a migração em uma categoria que tivesse visibilidade, além de ter uma boa equipe e um carro bem preparado. Por isso, na minha segunda disputa conquistar o pódio em segundo, me deixa bastante motivado para continuar trabalhando para melhorar cada vez mais”, conta feliz o piloto de Blumenau (SC).

Master

O veterano Beto Rossi (Divena) disse que foi uma corrida de tirar o fôlego. “Foi bom viemos de décimo terceiro, ontem eu não tinha me encontrado na pista, corri em Goiânia ha 34 anos atrás de Formula Volkswagen, mas foi uma disputa limpa e cumpri com o objetivo traçado para essa etapa”, contou o piloto paulista.

Saldo positivo

Segundo o chefe de equipe, Leandro Romera, o campeonato está ficando muito interessante. “É uma competição maravilhosa, foi um tiro certeiro das empresas que estão promovendo o evento e da Mercedes-Benz. Os carros evoluiram muito, tivemos que trabalhar bastante aqui. Para a minha equipe foi excelente, tenho quatro carros e três foram ao pódio, para nós foi um resultado ótimo”, comemorou.

A Rsports Racing passou 15 dias em Goiânia, por causa da ligação da Stock Car/Campeonato Brasileiro de Turismo com a etapa da Mercedes, pois a equipe participa dos dois eventos. “Os carros foram revisados e feitos os últimos ajustes na semana da prova. Nós trabalhamos para ter essa performance, mas sempre quando se conquista é o que surpreende, tanto a equipe, quanto aos outros. Então, todos os mecânicos estão de parabéns, cada um deles fez um trabalho maravilhoso. Os pilotos também tem seus méritos, estão todos aprendendo e evoluindo, está tudo fluindo e avançando conforme nosso planejamento para a temporada”, completou Leandro Romera, orgulhoso pelo desempenho dos componentes da equipe.