Linneu Linardi (Foto: Claudio Kolodziej)

Linneu Linardi (Foto: Claudio Kolodziej)

Falha na transmissão do carro impediu bom desempenho de Linneu Linardi e Gaetano Di Mauro no treino classificatório para a etapa de Goiânia, realizado neste sábado.

Um problema de transmissão impediu que Linneu Linardi e Gaetano Di Mauro pudessem brigar por uma boa colocação no grid de largada para a segunda etapa do Mercedes-Benz Challenge, que será disputada neste domingo, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). No treino classificatório deste sábado (7), a dupla da SBC Trans/Linardi Sports ficou apenas com o 17o tempo, com 1min37s269.

Antes de serem entregues aos proprietários, os CLA AMG 45 foram testados na Europa, a uma temperatura média de dez graus centígrados. Com o forte calor que fez em Goiânia durante todo o dia, o módulo eletrônico que faz com que o carro funcione com tração nas quatro rodas foi desarmado. Engenheiros da AMG analisarão o que fazer para sanar o problema.

“Não podemos largar com o carro dando problema pois sabemos que não poderemos acompanhar os carros que não possuem dano algum na corrida”, diz Linardi. “Pelo menos outros sete carros enfrentaram o mesmo problema que o nosso. É necessário que se faça alguma coisa”, acrescenta o piloto.

A dupla já havia enfrentado problemas com o Mercedes CLA AMG 45 na primeira etapa, realizada 15 dias atrás, em São Paulo. “Perdemos dois treinos por conta de um defeito de fabricação no motor em Interlagos, o que nos atrapalhou muito”, conclui Linardi, que naquele final de semana recebeu outro carro para poder participar da etapa.

A segunda etapa do Mercedes-Benz Challenge acontece neste domingo, com a largada para os 45 minutos de corrida marcada para 11h15, com transmissão do portal Terra.

Confira como ficou o grid de largada:

1. Arnaldo Diniz Filho/Edson Coelho Jr (CLA) – 1:35.300
2. Claudio Dahruj/Guilherme Salas (CLA) – 1:35.545
3. Marcelo Hahn/Marcio Campos (CLA) – 1:35.602
4. Fernando Amorim/Renan Guerra (CLA) – 1:35.700
5. Eduar Merhy Neto (CLA) – 1:36.105
6. Neto De Nigris (CLA) – 1:36.110
7. Rodney Felicio (CLA) – 1:36.232
8. Rodrigo Hanashiro (CLA) – 1:36.363
9. Paulo Totaro/Ralf Pufle (CLA) – 1:36.367
10. Fernando Fortes (CLA) – 1:36.392
11. Fernando Junior/Roger Sandoval (CLA) – 1:36.579
12. Peter Feter (CLA) – 1:36.644
13. José Vitte (CLA) – 1:36.875
14. Lorenzo Varassin/Paulo Varassin (CLA) – 1:36.986
15. Pierre Ventura (CLA) – 1:37.076
16. Linneu Linardi/Gaetano Di Mauro (CLA) – 1:37.269
17. Rodrigo de Souza (CLA) – 1:37.287
18. Fernando Poeta/Luis Carlos Ribeiro (CLA) – 1:37.472
19. Carlos Alberto Fonseca (CLA) – 1:37.750
20. Adriano Rabelo (CLA) – 1:37.909
21. Carlos Kray/João Santanna (CLA) – 1:37.967
22. Alexandre Molles Silva (CLA) – 1:38.606
23. Luiz Sena Jr (C250) – 1:41.001
24. Roberto Santos/Claudio Gontijo (C250) – 1:41.014
25. Cristhian Mohr (C250) – 1:41.378
26. Cesare Marrucci (C250) – 1:41.418
27. Marcos Paioli/Petter Gottschalk (C250) – 1:41.764
28. Victor Amorim (C250) – 1:41.843
29. Leo De Nigris (C250) – 1:41.878
30. Cesar Urnhani (C250) – 1:42.135
31. Zander Fabio (C250) – 1:42.318
32. Rafael Zapelini (C250) – 1:42.554
33. Marcos Ramos (C250) – 1:42.641
34. Peter Michel Gottschalk (C250) – 1:42.645
35. Beto Rossi (C250) – 1:42.661
36. Betinho Sartório (C250) – 1:43.640
37. Bruno Alvarenga/Rodrigo Ferre (C250) – 1:43.889
38. Renato Camargo (C250) – 1:43.943
39. Danilo Pinto* (CLA) – 1:38.536

*Punido com a perda da melhor volta

Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas